Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
127 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56227 )
Cartas ( 21113)
Contos (12461)
Cordel (9813)
Crônicas (21736)
Discursos (3121)
Ensaios - (9964)
Erótico (13194)
Frases (41301)
Humor (17658)
Infantil (3600)
Infanto Juvenil (2327)
Letras de Música (5443)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136759)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2379)
Textos Jurídicos (1915)
Textos Religiosos/Sermões (4467)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->AQUI SE MORRE DE CÂNCER -- 18/07/2018 - 00:46 (PAULO FONTENELLE DE ARAUJO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Aqui se morre de câncer,
até as velinhas de aniversários caem
com o cancro do pavio.
mas, se repararmos,
nem tudo é furo e tumor.
Ostras não têm câncer;
labirintos perderam o inchaço
e cristais de gelo formam o hexagonal
não o furúnculo.
E se reparamos melhor:
zigotos estão além dos abscessos
assim como a língua dos tamanduás,
não perdem tempo
para os carcinomas,
(eles não se espalham pelo mundo como formigas).
E os ciclopes, principalmente eles,
- vivos em histórias infantis -
perderam um olho,
mas não viram qualquer ulceração
na retina que sobrou.
As crianças riem.

Aqui se morre de câncer,
mas nem tudo é furo e tumor.
Uma bola de gude
que antes de um caroço se chama também
pirosca, bugalho, boleba, bolega e carolo,
bate no calombo
e dali não sai sequer um eco.
O tumor não brinca,
nem chega ao círculo do jogo.
Para que se preocupar?

Aqui se morre de câncer,
mas há tantas variantes para o consolo, amigo.
O doente mesmo pode comer antes
abóboras
frutos das aboboeiras.
São quase edemas,
mas se mantém no limite do bago.

Do livro:" A criança, substantivo sobrecomum"
phcfontenelle@gmail.com
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 18Exibido 32 vezesFale com o autor