Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
123 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57036 )
Cartas ( 21138)
Contos (12550)
Cordel (9897)
Crônicas (21965)
Discursos (3125)
Ensaios - (10063)
Erótico (13239)
Frases (42229)
Humor (17926)
Infantil (3638)
Infanto Juvenil (2391)
Letras de Música (5453)
Peça de Teatro (1313)
Poesias (137386)
Redação (2894)
Roteiro de Filme ou Novela (1050)
Teses / Monologos (2382)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4543)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->CONFISSÃO -- 06/09/2018 - 17:16 (Nelson de Medeiros Teixeira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

CONFISSÕES

Escuta, ó mar azul sem dimensão,
Toda a dor da amargura que me assiste:
Jamais  aqui eu voltarei tão triste!
Ouça, pois, o que diz meu coração:
 
Naquela tarde prenhe de  emoção,
Tu foste a  testemunha e tudo viste:
Vate, Musa  e a Paixão que não resiste
Ao divino momento da  atração!
 
Um átimo de magia! Um segundo
Que juntou, no instante, paixões tamanhas
E estancaram o tempo e o espaço no mundo!
 
Mas a musa se foi pelas montanhas
Mar azul... Resta um pélago profundo
Que do vate inda carcome  as entranhas!

 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 2Exibido 65 vezesFale com o autor