Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
119 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56476 )
Cartas ( 21121)
Contos (12490)
Cordel (9844)
Crônicas (21811)
Discursos (3122)
Ensaios - (9984)
Erótico (13198)
Frases (41511)
Humor (17698)
Infantil (3604)
Infanto Juvenil (2328)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136967)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4479)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->AMOR DE VERÃO -- 28/09/2018 - 17:31 (Nelson de Medeiros Teixeira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

AMOR DE VERÃO
 
Ontem à tardinha quando o sol morria,
Avermelhando o céu sem dimensão,
De tu! aura roxa luz resplandecia
E coloria  de  paz  meu coração!
 
Fitando a noite a brilhar cheia de encanto,
Entre as estrelas e a lua que nascia,
Com as minhas  liras afoguei-te em pranto,
E o teu pranto  me afogou em nostalgia!
 
Os nossos olhos num relance se cruzaram,
E em silencio  nossas  almas se entenderam!
Nossos lábios em delírio se tocaram,
E nossos corpos no pecado se arderam!
 
O teu cabelo prateado pela lua,
qual manso lago refletia o meu desejo!
E em tua pele acetinada e toda nua,
Colei meus beijos sem remorsos e sem pejo!
 
E mergulhamos no amor da madrugada,
Qual almas gêmeas  abraçadas de emoção!
Teu coração numa corrida acelerada,
Caiu inteiro entrelaçado em minha mão!
 
Pela manhã, quando outro dia já nascia,
Dourando o céu de beleza e encantamento,
Tu  me olhaste e eu não disse o que sentia,
Mas a saudade eternizou nosso momento!

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 2Exibido 17 vezesFale com o autor