Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
112 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56476 )
Cartas ( 21121)
Contos (12490)
Cordel (9844)
Crônicas (21811)
Discursos (3122)
Ensaios - (9984)
Erótico (13198)
Frases (41511)
Humor (17698)
Infantil (3604)
Infanto Juvenil (2328)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136967)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4479)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->AMOR ANTIGO -- 05/10/2018 - 16:17 (Nelson de Medeiros Teixeira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

AMOR ANTIGO
 
 
Não sei por  que quando à tardinha caminhando,
Em passo lento sobre aquela velha  ponte,
Escuto as águas a descer cantarolando
Uma cantiga que enruga a minha fronte!
 
Talvez eu sinta neste canto desaguando 
As ilusões por mim vividas num instante
De um tempo atrás que irreversível foi passando,
Deixando a dor d!um avatar vivo e marcante!
 
E das lembranças que me afloram palmo a palmo,
Tiro estes versos que declamo como um salmo,
A reviver minha passada mocidade!
 
E sem ter como retornar no meu caminho,
Olhando o rio e relembrando o antigo ninho,
M!alma chora neste canto de saudade!

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 2Exibido 19 vezesFale com o autor