Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
46 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56298 )
Cartas ( 21150)
Contos (12562)
Cordel (9929)
Crônicas (22047)
Discursos (3130)
Ensaios - (9086)
Erótico (13312)
Frases (42727)
Humor (18161)
Infantil (3685)
Infanto Juvenil (2480)
Letras de Música (5460)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137611)
Redação (2901)
Roteiro de Filme ou Novela (1050)
Teses / Monologos (2384)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4588)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->A CIDADE POSSÍVEL -- 07/10/2018 - 13:42 (PAULO FONTENELLE DE ARAUJO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


 



Quando o pintor Gustave Coubert




pintou o quadro  “A origem do mundo”




a vagina ali exibida poderia ter um nome




que chegasse a outros juízos:




“A origem da Segunda Terra”;




“A origem da Mata-Atlântica;




“A origem de possíveis cidades”




“O meio dos  poucos pinheiros”;




Deveria ser mais fácil,




achar qualquer sentido




na causa daquela imagem,




e na formação de quem procura.




 




No quadro de Gustave Coubert,




há um corpo de mulher




e sua vagina magnífica.




Tão sozinhas pareciam as vaginas do século XIX,




tão juntas estão no século XXI




isso porque a liberdade quer mais certezas




do que os mármores eternos




de uma Vênus de Millo.














 



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 12Exibido 61 vezesFale com o autor