Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
85 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57159 )
Cartas ( 21140)
Contos (12558)
Cordel (9907)
Crônicas (21997)
Discursos (3126)
Ensaios - (10095)
Erótico (13276)
Frases (42384)
Humor (18006)
Infantil (3657)
Infanto Juvenil (2420)
Letras de Música (5457)
Peça de Teatro (1313)
Poesias (137454)
Redação (2895)
Roteiro de Filme ou Novela (1050)
Teses / Monologos (2384)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4563)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->A ilusão do tempo* -- 14/03/2019 - 21:05 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

A  ILUSÃO DO TEMPO !

 Adriano Augusto Da Costa Filho

 

 

 

Houve um tempo, que nada reinou,

Na memória imortal se  apagou.

O tempo e a matéria não existiam,

Na explosão os neutros se expandiam !

 

 

Nessa explosão nasceu o Universo

E daí tudo foi um grande sucesso.

Aconteceu que o Universo se expandiu

Mas, houve um tempo que nada existiu !

 

 

 

Nessa singularidade da grande explosão,

Ainda não existia qualquer coração.

Bilhões de graus nessa era fenomenal

Só Deus sabia da explosão sensacional !

 

 

Hoje para nós o tempo não é nada,

Visão melancólica da vida imaginada.

Vivemos sonhando num punhado de anos

Quase todos tristes e por demais insanos !

 

 

Deixar marcas sempre queremos,

Mas, praticar o bem, esquecemos.

Cada um de nós de acordo com a idade,

Só percebemos tarde toda realidade !

 

 

Deus está presente no Cosmos,

Por certo, filhos Divinos seremos.

Deixou ao homem algum poder

Que era para o bem sempre fazer !

 

 

A Terra tem cinco bilhões de anos,

Nada saberemos de onde  viemos

Como também para onde vamos,

Mas, vivemos em eternos enganos

 

 

O correto é imaginarmos somente,

Que viver é uma arte latente.

Nascer, crescer, viver e morrer

É na contagem do tempo quem merecer !

 

 

 

ADRIANO AUGUSTO DA COSTA FILHO

Casa do Poeta de São Paulo

Movimento Poético Nacional

Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores

Academia Virtual Poética do Brasil

Academia Poços-Caldense de Letras- M.G.

Ordem Nacional dos Escritores do Brasil

Associação Portuguesa de Poetas/Lisboa/Portugal

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 27Exibido 24 vezesFale com o autor