Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
44 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56735 )
Cartas ( 21160)
Contos (12583)
Cordel (10005)
Crônicas (22135)
Discursos (3131)
Ensaios - (8937)
Erótico (13379)
Frases (43213)
Humor (18338)
Infantil (3739)
Infanto Juvenil (2600)
Letras de Música (5463)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137959)
Redação (2915)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2387)
Textos Jurídicos (1922)
Textos Religiosos/Sermões (4728)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Café -- 06/08/2019 - 03:34 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Café 

Bebida calorosa
Ao cérebro, 
Acordar
Da dormência divina
Nos claustros humanos...
Levantar pela manhã 
Sentindo as manhãs 
Observando as manhas 
De cada movimento 
No continuo passo
Sem nada dizer
Apenas contemplar
O incontentável 
Sentindo o que não toca
Tocando o que não vê
Mensurável prazer
A alargar a gente de coração 
Sem nada dispor 
Somente contrapor
A imagem da dor
No calor do frio 
A movimentar
Calafrios
De tantos vazios...
No percurso assombroso
Das curvas sinuosas
Na retidão do pensamento 
Que vagueia
E permeia 
O insofismável

Marcos Alexandre Martins Palmeira
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui