Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
93 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54939 )
Cartas ( 21059)
Contos (12120)
Cordel (9541)
Crônicas (21128)
Discursos (3109)
Ensaios - (9910)
Erótico (13133)
Frases (39893)
Humor (17551)
Infantil (3560)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5413)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135641)
Redação (2874)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4195)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->HISTÓRIAS DE AUDITORIA – FINAL IMPREVISTO -- 18/01/2016 - 15:47 (Dalva da Trindade S. Oliveira (Dalva Trindade)) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:145315698827699100

HISTÓRIAS DE AUDITORIA – FINAL IMPREVISTO

 

Tinhosa e já saturada de tantas desculpas repetidas que não justificavam as infrações percebidas ou denunciadas, segue a Auditora Fiscal para investigar uma denúncia de uma Empresa.

 

Bem instalada, no centro da cidade, em casa ampla com andar superior, ela foi recebida pelo proprietário da empresa e sua esposa.

 

Observou atentamente o ambiente e as pessoas que circulavam no local. O comportamento do empregador, representando inocência e desconhecimento dos assuntos indagados, irritou interiormente a auditora.

 

Sem perceber, duas vezes ela torceu o canto da boca, com desdém, pois não agüentava tamanha “cara de pau”. Quando sentiu o que fez, apressou-se a dar prazo para exibição de documentos, quando investigaria melhor as evidências que constavam da ordem de serviço.

 

Saiu da empresa com uma sensação de inconformidade por ter sido tão óbvia na expressão facial, traindo a sua costumeira postura profissional de domínio de emoções. A esperança era que o empresário não tivesse percebido o gesto involuntário.

 

Retornaria após o final de semana, na terça-feira seguinte... Previsão coerente para uma continuidade da ação; mais tempo e eficácia.

 

A vida, entretanto, não é previsível como gostaríamos... Infelizmente o empresário foi a óbito em um acidente automobilístico naquele domingo.

 

A notícia inesperada deixou a auditora triste e com a sensação de culpa por ter feito o esgar indesejado. À noite ela sonhou com o proprietário da empresa em uma urna funerária... Isto potencializou o seu constrangimento.

 

Impressionada, o tempo passou e ela nunca retornou para concluir a fiscalização.

 

           Dalva Trindade S. Oliveira

               (Dalva da Trindade)

                    18.01.2016

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 2Exibido 122 vezesFale com o autor