Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
94 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54936 )
Cartas ( 21059)
Contos (12122)
Cordel (9541)
Crônicas (21128)
Discursos (3109)
Ensaios - (9910)
Erótico (13133)
Frases (39891)
Humor (17552)
Infantil (3560)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5413)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135633)
Redação (2874)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4194)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->SÁBADOS -- 31/03/2017 - 09:36 (valentina fraga) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
COMO FEZ O AMIGO BRAZA, CONTO NO CONTO MEUS SÁBADOS.

TAL COMO O AMIGO BRAZA,
MEUS SÁBADOS PRECEDIAM A UM DOMINGO ESPECIAL.
DIA DE ARRUMAR A ROUPA PARA IR À IGREJA LEVAR UM PAPO COM DEUS,
E PORQUE NÃO, REVER AMIGOS, PAQUERAR,
MAS ANTES DISSO, HAVIA MUITA COISA.
ANTES DA PERMISSÃO DE UM DOMINGO DE ORAÇÕES
E VOLTAS DE BICICLETA COM OS COLEGAS DE VILA
PELO MEIO DA RUA, ROLAVA MUITA COISA.
DURANTE A SEMANA ESTUDAVA, E TRABALHAVA COM MINHA MÃE, ENQUANTO OLHAVA
O CHÃO DE CASA, E A CERA, QUE HAVERIA DE ESFREGAR
NO SÁBADO DE ARRUMAÇÃO.
NA SALA E ENTRADA DA CASA HUMILDE, ERA UM VERMELHÃO,
AQUELE CIMENTO QUEIMADO COM XADREZ, QUE A TURMA CHIQUE DE HOJE
SÓ DEVE ENCONTRAR SE FIZER UM TOUR POR CASAS MUITO ANTIGAS.
PISO FRIO, SÓ EM CASA DE RICO, NA MINHA NÃO, ERA XADREZ MESMO.
A CERA, AINDA ERA AQUELA DURA, DE LATA, E TINHA QUE PASSAR DE QUATRO.
UFA! HAJA JOELHOS! LEMBRO BEM QUANDO PELA PRIMEIRA VEZ, USEI A CERA CARDEAL VERMELHA LIQUIDA. ERA SÓ ALEGRIA!!!
A ENTRADA ERA VERMELHA E OS QUARTOS AMARELOS. LEMBRO COMO HOJE...
TIRAVA TUDO QUE DAVA PARA SER TIRADO, FICAVA DE QUATRO E MÃOS À OBRA!
DEPOIS DISSO ESPERAVA SECAR, PASSAVA A ENCERADEIRA PRA DAR BRILHO,
E COBRIA DE JORNAL PRA NÃO ESTRAGAR.
POSSO VER CADA CENA, CADA DETALHE, CADA MÓVEL DA CASA...
MEU CONTATO COM ELES ERA QUASE ÍNTIMO. PASSAVA COM CUIDADO PRA NÃO ESTRAGAR.
DEPOIS DISSO TUDO, JÁ HAVIA PASSADO BOA PARTE DO SÁBADO,
E ENTÃO, A RECOMPENSA, ME ARRUMAVA TODA, DENTRO DAS POSSIBILIDADES,
PEGAVA MINHA BICICLETA, E ME JUNTAVA À TURMINHA, PRA DAR UMAS VOLTAS NA FRENTE DE CASA, COM CUIDADO PRA NÃO SER ATROPELADA PELOS CARROS QUE DESCIAM A CURVA DO VIADUTO.
DEPOIS DISSO, UMA VOLTA PELO SHOPPING, QUE FICAVA EM FRENTE DE CASA, ALIÁS, CONTA-SE QUE FOI O PRIMEIRO DO RIO DE JANEIRO.
COMO SE VÊ, NADA DE MUITO ESPECIAL, NADA DE RICO,
NADA DE BRINQUEDOS ELETRÔNICOS DE ÚLTIMA GERAÇÃO, CELULAR, INTERNET,
OU QUAISQUER OUTRAS COISAS QUE SE FAZ NOS SÁBADOS DE HOJE.
ENTRETANTO, ERAM SÁBADOS EXTREMAMENTE FELIZES, E ÓTIMOS DE RECORDAR.
DELES, JUNTO MEMÓRIAS DO QUE FAZIA, ADICIONO PESSOAS QUERIDAS, E TENHO MUITO DO QUE ME ALEGRAR,
E TENHO MUITO O QUE RECORDAR.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 16Exibido 141 vezesFale com o autor