Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
87 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54471 )
Cartas ( 21033)
Contos (11992)
Cordel (9379)
Crônicas (20892)
Discursos (3100)
Ensaios - (9875)
Erótico (13091)
Frases (39518)
Humor (17516)
Infantil (3551)
Infanto Juvenil (2304)
Letras de Música (5407)
Peça de Teatro (1308)
Poesias (135149)
Redação (2861)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2368)
Textos Jurídicos (1911)
Textos Religiosos/Sermões (4105)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->Lenda da Bruxa do Bairro Cruzeiro de São Bento do Sul -- 06/04/2017 - 20:23 (Luciana do Rocio Mallon) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Lenda da Bruxa do Bairro Cruzeiro de São Bento do Sul
Na época do Brasil Colônia, uma feiticeira que estava sendo perseguida na Europa entrou, às escondidas junto com seu tesouro, num navio que vinha em direção às terras tupiniquins. Quando chegou a nosso país, ela pegou caminho em direção à região Sul. Então para sobreviver, esta mística passou a jogar tarô, ler as mãos e curar as pessoas em troca de algum dinheiro. Ela andou bastante até chegar numa região, onde hoje é conhecida como o Norte de Santa Catarina. Lá, em umas terras, ela notou que dava para ver com exatidão o Cruzeiro do Sul. Assim esta mulher resolveu fazer um ritual naquele local. Então, para isto, ela fez várias cruzes de madeira, acendeu velas num círculo e depois enterrou estas mesmas cruzes no fundo do solo. Após isto disse:
- Estas cruzes dedico às pessoas que morreram. Porém que não tiveram um enterro digno. Por isto suas almas ficarão aprisionadas aqui para sempre. Pois estarão seguras.
- Daqui alguns séculos, esta região se chamará cruzeiro e a criatura que desenterrar todas as cruzes ficará rica. Pois meu tesouro aparecerá para este ser.
O tempo passou e aquela região virou a cidade chamada São Bento do Sul, em Santa Catarina. Mas o local, onde estão enterradas as cruzes, foi batizado como Bairro Cruzeiro, naquela mesma cidade.
Reza a lenda que nos anos 70 uma danceteria foi inaugurada perto daquele bairro e o espírito desta curandeira aparecia quando tinha Lua Cheia gritando:
- Jovens, não bebam!
- Pois a bebida só traz vícios e desgraças.
Porém, toda a vez, que os seguranças chegavam perto desta senhora, ela desaparecia.
Dizem que nos dias de Cosme e Damião e na data do Dia da Criança, esta curandeira aparecia nas casas onde existiam crianças doentes. Deste jeito ela fazia rituais de cura, energização com as mãos, benzimentos e os pequenos ficavam curados.
Luciana do Rocio Mallon



Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui