Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
36 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55060 )
Cartas ( 21063)
Contos (12134)
Cordel (9568)
Crônicas (21229)
Discursos (3108)
Ensaios - (9913)
Erótico (13135)
Frases (39988)
Humor (17551)
Infantil (3562)
Infanto Juvenil (2309)
Letras de Música (5414)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135730)
Redação (2875)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4205)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->Lenda da Estátua, Maria Lata da Água, de Curitiba -- 31/07/2017 - 14:05 (Luciana do Rocio Mallon) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Lenda da Estátua, Maria Lata da Água, de Curitiba
Em Curitiba existe uma estátua chamada Maria Lata da Água, que está localizada na Praça Generoso Marques, atrás do Pelourinho e perto do Paço da Liberdade. Esta estátua foi inaugurada dia 15 de maio de 1996, no meio dela tem espelho da água e ela é uma réplica da escultura, chamada Água Para o Morro, do escultor Erbo Stenzel. Dizem que este artista se baseou numa modelo viva, ou seja, numa mulher de verdade em 1944 e que esta moça teria falecido nos anos cinquenta.
Reza a lenda que, nas noites de Lua cheia, esta estátua cria vida e ajuda os moradores de rua da região.
Dizem que uma noite, a sua fonte tinha secado. Então a escultura viu que uma menina de rua, de uns três anos de idade, estava com sede. Então Maria, criou vida e caminhou até a uma torneira. Assim quando voltou para a praça, ofereceu água para a criança.
Algumas pessoas, também, falam que numa madrugada escura uma adolescente estava sendo perseguida por bandidos, na Praça chamada Generoso Marques. Quando, de repente, a estátua criou vida e jogou uma lata da água na cabeça dos marginais que se assustaram ao ver esta escultura viva e saíram correndo.
Outros seres afirmam que já viram a Maria Lata da Água saindo da sua fonte para namorar a estátua do Barão do Rio Branco que fica na mesma quadra.
Também falam que se alguma criança se aproximar desta estátua e começar a cantar a música chamada: “Lata da Água na Cabeça”, a escultura se mexe discretamente.
Causos, à parte, a escultura é uma verdadeira obra de Arte.
Luciana do Rocio Mallon


Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui