Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
89 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55244 )
Cartas ( 21066)
Contos (12162)
Cordel (9594)
Crônicas (21296)
Discursos (3111)
Ensaios - (9915)
Erótico (13140)
Frases (40138)
Humor (17566)
Infantil (3567)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5416)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135872)
Redação (2879)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4226)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->Desdobramento na África -- 24/10/2017 - 19:41 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA (marceloosouzasom@hotmail.com) zap 71-992510196) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Desdobramento na África

Estávamos numa estrada seguindo para o hotel, perto de uma estação de trem, não sei porque veio o nome de Madagascar.
Quando no caminho vi à minha direita um vasto oceano, resolvendo descer e adentrar uma avenida com a pista sem asfaltamento, até chegar à praia.
De repente já estava descendo uma escada em forma de espiral e atrás de mim tinha um homem também descendo essa escada, falando comigo em francês, imaginei que estivesse apressado pedindo licença.
Eu o deixei passar e eu segui o meu caminho, onde tinha uma senhora carregando um monte de sacola e eu me ofereci para ajudá-la a carregar as suas compras. Ela sorriu e aceitou, onde seguimos até sua casa.
Ao chegar lá, a mulher apresentou-me o dono de um mercadinho, pareceu que era esposo dela ou alguém íntimo, onde o mesmo apresentou-me aos seus funcionários.
Segui o meu caminho até a tão esperada praia - que não era muito grande, com uma rocha enorme no seu caminho - e quando cheguei lá, tinha um rapaz que foi logo empurrando uma espécie de cartão onde abriu três garrafas que tinha o aspecto de cerveja e colocou dentro desse cartão as três tampas, dando a entender que tinha sido a minha consumação obrigatória.
Eu falei que não bebia e logo ele fez uma cara insatisfeita com a minha opção, foi onde ele logo tratou de oferecer água, onde fui levado a aceitar; um menino encaminhou-se a uma garrafa muito grande e encheu a garrafinha.
Foi quando eu disse que já estava bom, ele entregou a mesma para mim e o dono fez as contas numa máquina, usando-a inclusive para transformar o valor em dólar e os cento e poucos valores, ficaram exatamente dois dólares.
Com a garrafa na mão, continuei a passear pela areia da praia, percebendo um grupo de pessoas intrigadas com algo que estava no mar, como sou curioso, fui logo ver e era um enorme crocodilo de água salgada, que de repente deu um bote encima da gente, assustando todo mundo.
E mais de repente ainda o celular tocou e a nossa viagem à África, ficou por conta de um jacaré de água salgada e um celular estraga viagem.


Marcelo de Oliveira Souza,iwa
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui