Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
91 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56235 )
Cartas ( 21113)
Contos (12461)
Cordel (9813)
Crônicas (21739)
Discursos (3121)
Ensaios - (9964)
Erótico (13194)
Frases (41307)
Humor (17660)
Infantil (3600)
Infanto Juvenil (2327)
Letras de Música (5443)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136769)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2379)
Textos Jurídicos (1916)
Textos Religiosos/Sermões (4468)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->Céu, inferno e purgatório (miniconto) -- 11/05/2018 - 00:36 (Adalberto Antonio de Lima) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos







Talvez  tenham escolhido um caminho sem volta. 



Embrenharam-se no submundo das drogas, do crime e da prostituição. Culpam a família e a sociedade, mas não culpam a si mesmo por suas escolhas.


— Ninguém pode ser totalmente, dependente, disto ou daquilo. Vai chegar o dia em que a pequena águia precisa abandonar o ninho e voar com as próprias asas.

— Estás falando de assistencialismo, benefício social?
— Assistencialismo não só do governo. Também da parte dos pais.

Bizarrice, homens barbados e mulheres grisalhas, ainda esperando que os pais ponham comida em suas bocas!..." Não  consigo entender por que razão o governo  concede benefício social a usuário de drogas.

 Final dos tempos... Perguntado sobre o que  queria ser quando crescesse, o menino da favela responde: " Quero ser bandido.

Naturalmente porque viu ou ouviu o bandido ser transformado pela mídia em herói.

— Quer ser  bandido?...
— Sim. Quero ser preso, disse o menor.
— Preso pra quê. 
—   Preso para ficar famoso e aparecer na televisão.

A professora retrucou:

 Garoto, tudo que há no mundo é regido por lei. Há regras para tudo. Até a natureza tem sua própria lei.   Deus impôs limite ao homem, não para limitar a ação do homem, mas para limitar a ação do Mal no homem. Só existem dois caminhos:  o caminho da luz e do das  trevas. Tudo  é regido por uma disciplina previamente estabelecida: A lua é amiga do silêncio; a noite, das trevas; o Sol,  da verdade absoluta. Resta a penumbra que deve ser passageira como o tempo de purgatório.
---E existe purgatório?
--- Deve haver uma forma de purgar os pecados. Pagar pela culpa. O purgatório pode ser aqui mesmo na terra. Cada um constrói seu céu, inferno ou purgatóiro na escolha que faz em diversos momentos da vida.

***
Adalberto Lima, fragmento de "Estrela que o vento soprou."
 
 Leia também:


 







Adalberto Lima




Enviado por Adalberto Lima em 11/05/2018

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 45 vezesFale com o autor