Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
140 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56399 )
Cartas ( 21119)
Contos (12484)
Cordel (9833)
Crônicas (21794)
Discursos (3122)
Ensaios - (9978)
Erótico (13197)
Frases (41439)
Humor (17685)
Infantil (3603)
Infanto Juvenil (2328)
Letras de Música (5445)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136912)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4474)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->Lenda do Mandacaru e a Mu -- 07/07/2018 - 14:33 (Luciana do Rocio Mallon) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Lenda do Mandacaru e a Mulher de Peito de Moça Com Cara de Cabra
No começo do Brasil-Colônia, existia uma moça chamada Cardeira, filha de pai loiro e de mãe índia. Ela morava sozinha na caatinga, criava cabras e tinha dons de “curandeira”.
Numa certa época, houve uma seca muito forte, mas as cabras de Cardeira continuavam gordas. Por isto, ela resolveu colocar algumas cabras em sua carroça e passar nas casas onde tinham bebês para doar o leite dos animais.
Porém algumas pessoas passaram a perseguir esta jovem por ter fama de bruxa. Numa noite, Cardeira estava voltando da residência de um bebê com sua carroça cheia de cabras quando, de repente, levou tiros de uma voz que exclamou:
- Morra, bruxa!
Com o acidente e a agressão, a carroça virou, o corpo de Cardeira perdeu a cabeça, se perdendo na estrada, e uma cabra ficou sem sua parte de cima também.
Uma feiticeira que estava passando pelo local resolveu ajudar e colocou a cabeça da cabra no corpo da jovem. Assim Cardeira ficou parecida com o Bode de Mendes ao avesso.
Então a nova criatura disse:
- Como as minhas cabras fugiram com o acidente, mas tenho leite no peito, eu mesma irei amamentar os nenéns da vizinhança, que estão com fome.
Desta maneira de madrugada, a mulher com seios de moça e cabeça de cabra, entrava nas casas para amamentar os bebês às escondidas.
Numa madrugada, o avô de uma das crianças escutou um barulho e avistou a horrível criatura fugindo pelo quintal. Assustado, o idoso pegou a espingarda e deu vários tiros em Cardeira que se transformou num cacto chamado Mandacaru.
Dizem que quando este cacto floresce, a alma de Cardeira sai das flores e vai amamentar os bebês que passam fome.
Luciana do Rocio Mallon



Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui