Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
129 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56227 )
Cartas ( 21113)
Contos (12461)
Cordel (9813)
Crônicas (21736)
Discursos (3121)
Ensaios - (9964)
Erótico (13194)
Frases (41301)
Humor (17658)
Infantil (3600)
Infanto Juvenil (2327)
Letras de Música (5443)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136759)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2379)
Textos Jurídicos (1915)
Textos Religiosos/Sermões (4467)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->NAVEGANDO COM MAYAKOVSKY -- 07/08/2018 - 04:23 (PAULO FONTENELLE DE ARAUJO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


Juscelino, morador da cidade de Óbidos no estado do Pará, era um homem feliz e era brasileiro. Um dia leu na biblioteca municipal, uma frase do poeta russo Vladimir Mayakovsky. O poeta afirmou: “Em algum lugar, dizem que no Brasil, existe um homem feliz”. Juscelino, na hora, sentiu-se brasileiro e também o tal homem feliz. Não compreendia os motivos da identificação, talvez entre tantos, Juscelino soubesse da profundidade do rio Amazonas em frente a sua cidade. Uma profundidade que superava todas as outras do rio, garantia a permanência da tristeza ali no fundo e deixava a verdadeira felicidade, escapar pelas margens, surgir nas ruas de Óbidos, sobrar para quem quisesse, chegando nele, o único homem feliz do mundo.

Juscelino, depois da visita à biblioteca, voltou para casa. No caminho, o seu filho de oito anos correu para abraça-lo. Juscelino percebeu na hora do abraço o quanto a frase do poeta Mayakovsky ainda não era tudo e isto porque ele, Juscelino, morador da cidade de Óbidos, era ainda mais feliz do que o único homem feliz do mundo. Terminou o abraço e perguntou ao filho:

- Amor, você já ouviu falar do poeta Mayakovsky?

O filho respondeu:

- Não... só do boto cor-de-rosky...

Juscelino sorriu e disse:

- Então você precisa fazer como papai...e conhecer também o poeta cor-de-rosa.



DO MEU LIVRO: "TOUROS EM COPACABANA"


Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 18Exibido 20 vezesFale com o autor