Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
19 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57161 )
Cartas ( 21140)
Contos (12558)
Cordel (9907)
Crônicas (21997)
Discursos (3126)
Ensaios - (10095)
Erótico (13279)
Frases (42388)
Humor (18008)
Infantil (3658)
Infanto Juvenil (2420)
Letras de Música (5457)
Peça de Teatro (1313)
Poesias (137455)
Redação (2895)
Roteiro de Filme ou Novela (1050)
Teses / Monologos (2384)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4563)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->OS DOIS VIAJANTES E O URSO -- 19/08/2018 - 15:53 (GERMANO CORREIA DA SILVA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
OS DOIS VIAJANTES E O URSO

Dois homens viajavam juntos através de uma densa floresta quando, de repente, sem que nenhum deles esperasse, no caminho à frente deles um enorme urso surgiu do meio da vegetação.

Um dos viajantes, de olho em sua própria segurança, não pensou duas vezes, correu e subiu numa árvore.

Ao outro, incapaz de enfrentar aquela enorme fera sozinho, restou deitar-se no chão e permanecer imóvel, fingindo-se de morto. Ele já escutara que um urso, e outros animais, não tocam em corpos de mortos.

Isso pareceu ser verdadeiro, pois o urso se aproximou dele, cheirou sua cabeça de cima para baixo, e então, aparentemente satisfeito e convencido que ele estava de fato morto, foi embora tranquilamente.

O homem que estava em cima da árvore desceu dela e curioso com a cena que viu lá de cima, ele perguntou:

- Curioso, me pareceu que o urso estava sussurrando alguma coisa em seu ouvido. Ele lhe disse algo?

- De fato, ele falou sim! - respondeu o outro:

- Disse que não é nada sábio e sensato de minha parte andar na companhia de um amigo que no primeiro momento de aflição me deixa na mão.

Moral da História:
A crise é o melhor momento para revelar quem são os verdadeiros amigos e que, em situações de perigo iminente, quem confia totalmente seu destino a terceiros, nem sempre poderá ter uma boa orientação para a condução de sua vida.

(Texto extraído das célebres fábulas de Esopo.)

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 20Exibido 104 vezesFale com o autor