Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
72 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55217 )
Cartas ( 21066)
Contos (12156)
Cordel (9589)
Crônicas (21289)
Discursos (3112)
Ensaios - (9914)
Erótico (13140)
Frases (40120)
Humor (17564)
Infantil (3566)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5416)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135847)
Redação (2879)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4226)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->YONE -- 04/01/2005 - 22:03 (Ricardo Barreto Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos



YONE

Como foi bom conhecer você.
Eu andava triste em busca de uma companheira, bem-humorada, inteligente e de bem com a vida.
Acho que encontrei tudo isto em você.
Já estava perdendo as esperanças de encontrar alguém que eu admirasse e que gostasse de mim pelo que sou e não por motivos menores.
Como eu, você amou e se entregou sem restrições,
esperando construir uma relação sólida,
prazerosa, verdadeira e permanente.
Com o tempo descobrimos, entristecidos,
que a pessoa que acreditávamos ser o nosso porto seguro,
não estava correspondendo às nossas expectativas.
Nem por isso perdemos as esperanças de encontrar alguém que nos compreendesse
e retribuísse com a mesma intensidade
tudo aquilo de melhor que temos em nós
e que estávamos lhe ofertando.
E continuamos a procurar, a conhecer outras criaturas,
tentando, ousando, até que, finalmente, nos encontramos.
Se existe destino, estávamos destinados a nos conhecermos,
Para nos amarmos com toda a força dos nossos corpos
e toda a energia dos nossos espíritos forjados pelas alegrias e tristezas que vivenciamos ao longo da nossa caminhada.
Não quero pensar que um dia possamos deixar de nos gostarmos.
Pelo contrário, quero pensar que vamos gostar,
cada dia um pouco mais, do sorriso, do olhar,
da voz, do beijo, do sexo e da maneira de ser do outro.
Vem Yone, vem apagar da minha memória
toda frustração, tristeza e decepções que já sofri, que eu vou procurar fazer com que você esqueça todas as fases más que você passou
e conseguiu superar com a firmeza
da sua personalidade tão encantadora.
Vem, vamos começar 2005, que se inicia amanhã,
como o ano em que veremos realizados
todos os nossos sonhos de amor, amizade,
companheirismo, cumplicidade, paz, sossego,
confiança, diversão, prazer e saúde.
E que nunca mais tenhamos que derramar uma lágrima
por não termos alguém para arrancar da nossa alma
o ferro em brasa da solidão.

Ricardo.
Recife, 31/12/04.



Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui