Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
64 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55218 )
Cartas ( 21066)
Contos (12156)
Cordel (9589)
Crônicas (21293)
Discursos (3112)
Ensaios - (9914)
Erótico (13140)
Frases (40122)
Humor (17564)
Infantil (3566)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5416)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135847)
Redação (2879)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4226)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Uma Carta para Outro Dia -- 21/01/2005 - 03:57 (Poeta Maldito) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Havia então dois caminhos a seguir. Se eu lhe tratasse com um poema, um poema de amor e de desejos, você seria paixão perdida, trancada em meu coração. Mas, se eu lhe tratasse com palavras estranhas, aquelas que de muitos escuta falar, você seria paixão latente, peito aberto a seguir contente. E por mais que os poemas na língua coçassem, meu medo, era que me amasse e que meu amor nada lhe trouxesse, só lhe tomasse. Eu confio em minha coagulação, e nas palavras estranhas que fazem pressão, contra qualquer gota que por ventura possa escorrer de ti.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui