Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
92 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55221 )
Cartas ( 21066)
Contos (12156)
Cordel (9592)
Crônicas (21295)
Discursos (3112)
Ensaios - (9914)
Erótico (13140)
Frases (40122)
Humor (17564)
Infantil (3566)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5416)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135853)
Redação (2879)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4226)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Um mês -- 24/01/2005 - 17:24 (Ricardo Barreto Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos



Um mês hoje que começamos a namorar.
Um mês no qual procuramos mostrar, com honestidade e sinceridade, o que somos e o que gostaríamos de encontrar no outro.
Nossos espíritos têm a experiência dos anos vividos e dos erros cometidos. Por isso vamos procurar dar o melhor de nós mesmos para que essa relação não se transforme em mais uma relação mal sucedida.
Sabemos que não podemos exigir a perfeição. Mas também não podemos aceitar que o outro não nos trate com atenção, consideração e respeito.
Vamos relevar eventuais falhas não intencionais.
Vamos valorizar o que o outro faz para nos agradar.
Vamos brincar, vamos sorrir, vamos amar.
Vamos saborear a presença do outro aproveitando cada momento em que estivermos juntos.
Acho que nunca encontramos outra pessoa que nos completasse tanto como nos completamos. Eu gosto de quase tudo que você gosta e você também gosta de quase tudo que eu gosto.
Não vamos deixar que pequenas diferenças ou pequenos desentendimentos venham diminuir a admiração que sentimos um pelo outro.
Não vamos deixar que a sombra da dúvida ou do ciúme venha ferir este sentimento tão lindo que nasceu dentro de nós e que precisa de luz para crescer cada dia mais sólido e belo.
Vamos regar com carinho e dedicação esta árvore, que se chama amor, para que ela cresça frondosa e nos acompanhe para o resto das nossas vidas fornecendo-nos paz, estabilidade e segurança, protegendo-nos das intempéries da vida.

TORONTO
Recife, 18/01/05.
























































Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui