Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
119 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56608 )
Cartas ( 21127)
Contos (12502)
Cordel (9854)
Crônicas (21850)
Discursos (3121)
Ensaios - (9995)
Erótico (13199)
Frases (41606)
Humor (17732)
Infantil (3604)
Infanto Juvenil (2329)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137019)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4497)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Infanto_Juvenil-->Salgueiro -chorão -- 16/01/2006 - 12:34 (maria da graça almeida) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Salgueiro-chorão
maria da graça almeida


Em ilha de terra sofrida,
no fim do mundo e da vida,
humilde, olhando o chão,
triste, gemia o Chorão.

- Por quem choras, ó Chorão,
este choro sem consolo?
Cá estou, à tua mão,
ofertando-te apoio!

- Este choro é bem antigo,
sufocado, reprimido.
Preso aqui neste lugar,
com a face para o chão,
do céu, não vejo o luar,
da lua, não tenho o clarão.

- Alegra-te, bom amigo,
escuta bem o que digo,
na água que te rodeia,
ao teu lado, refletida,
terás linda a lua cheia!

----------------------------------
Quando o olho então já cego,
às visões da alma me entrego.
Aos reveses desta vida,
soluções alternativas.

maria da graça almeida
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui