Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
92 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55221 )
Cartas ( 21066)
Contos (12156)
Cordel (9592)
Crônicas (21295)
Discursos (3112)
Ensaios - (9914)
Erótico (13140)
Frases (40122)
Humor (17564)
Infantil (3566)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5416)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135853)
Redação (2879)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4226)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Família Marinho -- 14/02/2005 - 21:23 (Ricardo Barreto Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos




Nunca conheci uma família com tanta paz, alegria e harmonia como a família Marinho.

Tudo isto, sem dúvida, graças à personalidade e inteligência das mulheres dessa família. A começar pela matriarca Ruth.

O que faz essas mulheres serem tão alegres e felizes?

Acho que elas não sabem, mas acredito que a alegria e felicidade que elas sentem e transmitem aos homens que delas se aproximam são devidas a elas não terem cometido erros que lhes atormentem a consciência e terem o corpo satisfeito. Isto faz com que sejam otimistas, de bem com a vida, dez anos mais jovens fisicamente e com espírito de adolescentes.

Será que o fato de elas serem tão inteligentes decorre do fato de terem o corpo satisfeito ou ao contrário: estão satisfeitas por serem inteligentes?

Ruth com 82 anos irradia bom humor e confiança. Ainda escreve poesias e é a razão de viver de Albérico, cavalheiro encantador com 84 anos.

Ana vive em harmonia com Genival, mesmo depois de tantos anos de casados.

Rutinha vive bem com Hempe, companheiro apaixonado.

Nazareth é a alegria em pessoa.

Fina, viúva de um dos irmãos, casou-se com Amorim que passou a fazer parte da família, contagiado pela alegria com que foi recebido por todos.

Os filhos delas creio que sejam pessoas ajustadas, se algum não o for elas não podem ser responsabilizadas, porque elas procuraram educá-los com o exemplo de uma vida ética e perseverante mesmo nas situações mais difíceis.

Yone não teve filhos, mas por ser muito inteligente e auto-suficiente não sente falta disto. Teve alguns relacionamentos que não deram certo por culpa dos companheiros que traziam uma carga tão grande de traumas e frustrações que nem todo bom senso e generosidade dela conseguiu resgatá-los da insatisfação existencial em que viviam.

Espero que comigo não aconteça o mesmo que aconteceu com os outros companheiros de Yone. Não tenho tantos problemas como eles tinham.

Espero que ela seja cada dia mais feliz comigo.

Quero beber dessa fonte de alegria, coerência e felicidade que emana de Yone e sua família.



Toronto.

Recife, 31/01/05.



















Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui