Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
94 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54601 )
Cartas ( 21043)
Contos (12053)
Cordel (9422)
Crônicas (20970)
Discursos (3102)
Ensaios - (9880)
Erótico (13102)
Frases (39648)
Humor (17532)
Infantil (3554)
Infanto Juvenil (2304)
Letras de Música (5408)
Peça de Teatro (1309)
Poesias (135308)
Redação (2862)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2371)
Textos Jurídicos (1912)
Textos Religiosos/Sermões (4143)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->209. MENSAGEM DOS INSTRUTORES — MANUEL -- 17/05/2003 - 07:38 (wladimir olivier) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
WLADIMIR OLIVIER

Refleti, irmãos encarnados, a respeito da responsabilidade existencial. Não renegueis a fé e primai por estabelecer princípios puros e virtuosos de vida. Mourejai por conhecer-vos no âmago da contextura consciencial. Amadurecei o procedimento segundo as normas evangélicas. Agasalhai o Cristo no coração e pautai os atos conforme sua divina inspiração. Não vos atemorizeis diante das provas e diante do trabalho. Tratai os inimigos da mesma forma com que considerais os amigos e parentes. Resisti à tentação e aos vícios. Abandonai de vez os hábitos ruins, desatentos e preguiçosos que muitas vezes vos mostrais. Afastai o cálice das desilusões e fazei brilhar a luz da eterna bem-aventurança que habita em vós, na forma de espírito imortal, criaturas que sois, filhos diletos de Deus. Armazenai os frutos da colheita esplendorosa tirada das plantações que fizerdes de boas ações. Atiçai o companheiro, o irmão, o filho, o amigo, o parente, contra as chamas do mal que devoram a sociedade hodierna. Arremetei-vos, vós mesmos, na verberação contra a iniqüidade, as injustiças, e revelai ao mundo a vossa condição de mediadores das esferas em que se cumpre, em primeiro lugar, a palavra de Deus e, em segundo lugar, a vontade dos homens. Não vos arreceeis de partir para o sacrifício da carne, pois os céus vos aguardarão em festa para agasalhar-vos gloriosos, permitindo-vos ascender em paz rumo à casa do Senhor.



Assim recomendam os maiores, para que reproduzamos junto aos leitores a sua mensagem de amor. É de difícil cumprimento cada um dos pequenos tópicos contidos em cada exortação, nós sabemos. Mas não queremos que se atemorizem diante da regeneração total que a obra do homem terá forçosamente de conseguir. Vamos todos, com muita calma, pacientemente, obtendo, passo a passo, mas com firme decisão, os valores eternos para integrá-los de vez ao procedimento, de molde a favorecer a caminhada. No entanto, é preciso iniciar o processo de restabelecimento ou, se começou, prosseguir com denodo, com coragem, com fé redobrada em que cada pequeno sacrifício material eqüivalerá, inequivocamente, a uma conquista espiritual de mérito inquestionável. Sem esforço, não conseguiremos suplantar os apelos carnais que se insinuam na base da vontade, do desiderato, de modo que farão desmoronar as intenções de redenção, se não soubermos formular com precisão, com altanaria e com orgulho os preceitos morais, buscando na vinha do Senhor os cachos mais perfumados e suculentos, que se nos oferecem em homenagem à honra, à glória de sermos filhos diletos de Deus.

A precisão na escolha da virtude a ser conseguida advirá do momento do transe vital em que nos inserimos. Se o momento for de maus presságios, deveremos sofrear a ânsia, no sentido de obter a paz, a tranqüilidade e a serenidade capazes de nos reconduzir ao redil de nosso pastor Jesus Cristo. Se formos assaltados por desejos de vindita, deveremos cultivar o espírito de amizade, de confraternização e de desprendimento em favor dos agressores. E assim por diante.

A nossa altanaria deverá ser branda, suave e doce, de modo que não deveremos optar prepotentemente por este ou aquele alvitre, senão com fundamento nas inspirações dos mentores espirituais, os quais nos darão o direito de sermos altivos diante dos vícios e dos maus hábitos.

O orgulho em decidir pela melhor forma de nos livrarmos dos desatinos é aquele que naturalmente nos brotará do coração, mediante a consumação dos compromissos não postergados. É o orgulho sacratíssimo do dever cumprido.

Sendo assim, agiremos em conformidade com as diretrizes evangélicas, sem descurar de amealhar, através dos atos de bondade, a benquerença dos parceiros nesta maravilhosa aventura sobre a face da Terra. Irmanados, então, à sombra da proteção do Cristo e à luz dos ensinamentos espiritistas, caminharemos juntos na busca da concretização dos ideais maiores de nossas vidas.

Esse é o nosso desejo e a nossa mais profunda aspiração. Esperamos ter indelevelmente implantado, na mensagem, o carinhoso afeto pelos irmãos encarnados, que sofrem muitas vezes a desdita de se encontrarem perdidos pelos caminhos do mundo, sem roteiro certo e seguro com que possam prosseguir na jornada. Esperamos ver algum dia a humanidade toda congraçada em torno do ideal eterno do amor divino e nesse dia entoaremos hosanas ao Senhor, pois teremos compreendido o significado último da divina criação.

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui