Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
42 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55811 )
Cartas ( 21100)
Contos (12358)
Cordel (9728)
Crônicas (21554)
Discursos (3119)
Ensaios - (9940)
Erótico (13166)
Frases (40884)
Humor (17604)
Infantil (3595)
Infanto Juvenil (2322)
Letras de Música (5433)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (136373)
Redação (2882)
Roteiro de Filme ou Novela (1045)
Teses / Monologos (2377)
Textos Jurídicos (1911)
Textos Religiosos/Sermões (4393)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->O que seriam as crianças, a mudança e a educação -- 28/01/2012 - 18:21 (Leonardo Koury Martins) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Certo dia, ao procurar um livro de José Saramago, eu descobri que o autor se dedicou a produção de um livro infantil, entre suas inúmeras obras literárias.
Este livro se chama “A maior flor do mundo”. comprei e ao longo de lê-lo descobri que entre todo livro escrito para crianças, existia uma moral que o norteava, com isso escrevi este pequeno texto para contar o meu ponto de vista sobre esta história. Nesta oportunidade, conto o que compreendi daquele menino protagonista do que buscava ao longo do seu curioso caminho e o que este caminho teria com a educação e com a mudança.
Ao longo deste caminho ele descobriu que no seu empenho de salvar uma flor, poderia não necessariamente salvar a vida a uma flor, mas que seu empenho poderia salvar a maior flor do mundo. Algo tão grandioso que o que este personagem não acreditava que na sua pequena atitude poderia propiciar a todo um vilarejo algo tão nobre e tão grande como um sonho.
Então, ao comparar este feito nobre de salvar uma pequena flor fadada à morte pelo desmatamento provocado por adultos, uma criança poderia perceber o simbolismo que no meu “entender de leitor” enquanto houver vida, certamente haverá a esperança.
No acreditar que aquela flor teria o direito de continuar a ter vida, continuei a refletir que nossas atitudes propiciam a humanidade, a Mudança. De acordo a Ciência e a Filosofia que em poucos momentos estes dois saberes dialogam linearmente, uma coisa concordam, que Mudança é Movimento.
O movimento de produzir novas atitudes, idéias, descobertas, possibilidades que trazem a nós adultos a única possível certeza, que a estabilidade é um erro.
Se fosse pela estabilidade a flor da história esquecida pela atitude dos adultos estaria entregue a morte, mas o movimento proposto pelo menino ao perceber a situação da flor, possibilitou a mudança da história a quem já mais não acreditava viver. Que uma simples flor, pudesse ser a maior flor do mundo, mas se não fosse, teria também direito a vida.
Só pode existir Educação de acordo com o próprio José Saramago se a mudança e o movimento forem maiores do que o fatalismo e a acomodação. Para a possibilidade de salvar que seja uma flor e que esta possibilite ser um dia a maior flor do mundo, não basta o estável. Devemos abrir mão do concreto e ser redescoberto no outro. Não adianta sozinhos sermos a mudança que queremos se não possibilitar aos outros também o desejo de juntos possibilitarmos a mudança. Afinal, não vivemos sozinhos e estáveis.



Leonardo Koury Martins
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui