Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
94 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54855 )
Cartas ( 21056)
Contos (12110)
Cordel (9512)
Crônicas (21088)
Discursos (3105)
Ensaios - (9903)
Erótico (13127)
Frases (39809)
Humor (17550)
Infantil (3558)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5411)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135538)
Redação (2869)
Roteiro de Filme ou Novela (1034)
Teses / Monologos (2372)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4175)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Oi! -- 11/06/2012 - 12:24 (Lita Moniz) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Carregando foto 

                     Oi!

- Claro que já nos conhecemos.

   Até fugi dos seus sapatos querendo sujar meu vestido.

-Seu gato atrevido! Como se atreve a falar comigo?

-Não sou gato, sou gata.

  Se a sua mulher souber o que eu sei o mata.

  Sou sua vizinha.

  De vez em quando faço uma visita  à sua cozinha.

- Tem mais uma coisinha que lhe quero dizer:

   Você não acha que já passou da idade de brincar de

   esconder aquelas revistas que anda a ler?

- É brincadeira.

  Só essa me faltava: sou vizinho de uma gata bisbilhoteira.

  E faladeira...

- Não fique zangado, não vou contar para ninguém o seu pecado.

- O que quer de mim afinal?                                     

-  Ser sua amiga.

    De vez em quando quero também um pedaço de queijo e um beijo.

-  Ah, essa é demais!

-  E quero mais:

  Sou uma gata intelectual.

  Vai ler alto para mim. Não notícias do Jornal, essas ouço todo o dia

   Na televisão.

   Coisa tão sem graça, só desgraça!

   Quero que leia para mim coisas assim que deixem o mundo menos  ruim.

   Vamos marcar encontros no seu jardim.

   Eu finjo que durmo e você lê para mim.

-  Por que você acha que eu vou aceitar?

-   Porque sei que vai gostar .

    É observador, um bom leitor.

- Deixa de bravata,  você é só uma gata.

- Gata intelectual, ando a estudar para decifrar a sua escrita. Sou cientista.

- Não acredito no que estou ouvindo. Só rindo!

- Por favor, não comece por Sócrates, Platão, suas histórias estão mais para

  Memórias.

- Vamos pular Sartre, ninguém mais acredita no seu ditado, foi bom, mas  são

  Coisas do passado.

 - vamos Começar pelo Mundo Líquido de Zygmunt Bauman  é mais atual,

    realista.

    Não vá pensando que por ser gata ainda penso como pensava uma normalista.

    Enquanto lê para mim e para si, vai aprender  a ler o que neste mundo se anda a fazer.

    Perceber que a lista de desejos mudou.

    Que o seu mundo também acabou.

    Passou!

                                               Lita Moniz

 

 

 

 

 

  

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 6Exibido 322 vezesFale com o autor