Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
117 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56229 )
Cartas ( 21113)
Contos (12461)
Cordel (9813)
Crônicas (21736)
Discursos (3120)
Ensaios - (9964)
Erótico (13194)
Frases (41301)
Humor (17660)
Infantil (3600)
Infanto Juvenil (2327)
Letras de Música (5443)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136767)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2379)
Textos Jurídicos (1915)
Textos Religiosos/Sermões (4467)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Jardins ao sol -- 19/09/2012 - 13:49 (José Ronald Cavalcante Soares) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Já afirmei inúmeras vezes que, embora não goste de calor intenso, gosto de sol e de céu azul. Fico influenciado pelo tempo quando o céu fica cinzento. Aparece em mim uma nostalgia sem etiologia que domina os meus pensamentos e me puxa para baixo, mas de tal forma, que eu preciso um esforço ingente para voltar ao ponto de equilíbrio. Portanto, Deus me fez assim, filho do sol, nascido que fui próximo ao equador, onde predominam os dias ensolarados e o firmamento é quase que constantemente azul. Porque= à luz do sol as cores são muito mais vivas, o casario branco se destaca com o contraste das telhas avermelhadas. E que dizer dos jardins? As flores parecem delirar no festival das cores. Embora o poeta tenha dito que "há versos que são como um jardim depois da chuva", eu posso, parodiando, exclamar: "há versos que são jardins a pleno sol".

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui