Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
134 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56624 )
Cartas ( 21128)
Contos (12502)
Cordel (9854)
Crônicas (21854)
Discursos (3121)
Ensaios - (9995)
Erótico (13199)
Frases (41612)
Humor (17732)
Infantil (3604)
Infanto Juvenil (2332)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137016)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4500)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->FELIZ NATAL! -- 13/12/2014 - 21:10 (paulino vergetti neto) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
FELIZ NATAL!



Olha, vocês querem mesmo saber? Hoje falarei de coisas boas. Este será meu último artigo antes do Natal e preciso brindar com meus queridos leitores da Comarca, na pessoa do meu querido amigo José Eduardo, todo esse meu contentamento em estar escrevendo, quinzenalmente, para este jornal gostoso, de cheiro absíntico e que tanto bem faz às comunidades que alcança.
Vou me esquecer por um instante desses políticos marginais que se completam ao participarem de conluios e apropriarem-se do Erário. Jesus, nosso maior representante dos festejos natalinos, jamais se apossou de mentiras para pregar a Boa Nova. Seu poder salvífico nos retirou das brumas da morte eterna e é por esse motivo e outros mais que falarei de amor ao próximo, alegria, paz, felicidade.
Não me deixarei emocionar pelas lágrimas desconexas que a Presidente Dilma, nesta semana, verteu, quando lembrou dos que tombaram na época da ditadura, porque assaltar banco e postular com o terrorismo não é coisa lícita nem tampouco foi-nos ensinado pelo Mestre Jesus. Que essas lágrimas encham palcos menos específicos e que os Cristãos, até a perdoem pelos erros cometidos, mas que não cometam novos erros doravante.
A manjedoura nos representa a grandeza da humildade do Menino Deus, que até para nascer necessitou passar por condições de pouco sossego, completamente diferente desses corruptos que mesmo nas cadeias do país, levam vida de milionários, traindo a própria lei que condena e solta. Precisaríamos de um Natal mais justo para esses hipócritas, impostores, que diferente do Apóstolo Mateus, não quiseram seguir Jesus, mas aos impostores foras da lei, leprosos da política.
Natal é época de esperança, e é por isso que tenho as minhas, bem guardadas, em ainda ver um mundo mais justo, um Brasil mais Republicano, mais decência no poder, a PETROBRAS voltar a ser uma empresa proba e que seus diretores possam ser responsabilizados legalmente. A árvore que eles plantaram não foi a do Natal, mas a dos quadrilheiros perversos que, subtraindo das populações mais carentes, puseram em seus próprios bolsos, o dinheiro que por direito pertence à sociedade brasileira. Quantos famintos não teriam sido beneficiados neste e em tantos outros Natais, se toda essa roubalheira tivesse sido evitada?
O Partido dos Trabalhadores não lavou as mãos de Pilatos, mas seguiu a Judas e, aliado aos juízes Romanos, desviaram-se da verdade e foram os causadores da crucificação e morte da Democracia, por que ditaram regras, escolheram os pecadores mais ávidos por propinas e que agiriam, e puseram o Mestre em profunda tristeza, porque desanunciaram o Evangelho.
Preciso deixar o meu mais legítimo abraço a todos os queridos leitores do JORNAL A COMARCA, reafirmando o meu compromisso com a verdade e deixar-lhes avisados de todas as coisas que acontecerem em nosso país e no mundo, quando porventura ler ou for avisado. Ao povo querido de Monte Azul Paulista, cidade incrustada no Brasil Azul que elegeu Aécio como seu Presidente, de coração e de coragem, embora que não de forma oficial, porque lhes faltaram um pouquinho mais de votos. Não foi dessa vez. Mas fiquem atentos. Muita água ainda rolará e escândalos aparecerão e aqui estaremos todos nós para denunciar e ao mesmo tempo, aplaudirmos as coisas boas que fizerem para o país que tanto amamos.
É Natal na pátria brasileira. O Menino Jesus estará nos iluminando com seu olhar misericordioso, dando-nos luz para que vejamos as coisas mais racionais, os desejos mais éticos, as vontades mais permissivas, as armas para nos afastar do ódio e da insegurança. Haveremos de mudar para encontrar um Brasil mais alegre e vivo, comprometido com as legítimas causas sócias. Não nos esqueçamos Jamais do mandamento que o Senhor nos ensinou como importantíssimo: amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. É por isso que encontro dentro de mim a força para amar a todos esses maus brasileiros que pecaram contra Deus e contra o povo, porque PERDOAR É AMAR DUAS VEZES!
Feliz Natal a todos, sem exceção.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 18Exibido 105 vezesFale com o autor