Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
75 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54414 )
Cartas ( 21031)
Contos (12033)
Cordel (9350)
Crônicas (20802)
Discursos (3098)
Ensaios - (9869)
Erótico (13087)
Frases (39455)
Humor (17507)
Infantil (3550)
Infanto Juvenil (2302)
Letras de Música (5406)
Peça de Teatro (1308)
Poesias (135002)
Redação (2860)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2368)
Textos Jurídicos (1911)
Textos Religiosos/Sermões (4089)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->LONGA ESPERA -- 08/11/2015 - 12:29 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Deixo tristemente o dia passar
Com um profundo aperto no peito
E a saudade prestes a me dar
Um desatino que não tem jeito

Como será que ela está?
O que deve tá fazendo?
Em mim pensando estará
Como nela estou pensando?

Eu faço tantas indagações
As quais não me tranquilizam a alma
Novas e novas inquietações
Arrancam-me o que resta da calma

Eu preciso dela já
Pois muito estou sofrendo
Por que não deixa pra lá
Logo tudo e vem correndo?

O dia passa. Nada dela chegar
No ouvido um diabinho diz: “bem feito!
Para ti ela não vai mais voltar”
Mas tais palavras eu não aceito

Sim. Eu sei que ela virá
E já deve tá chegando
Ela não me deixará
Com o coração sangrando

Chega a noite e minhas desrazões
Ardem na mais inquietante flama
Uma ligação dá-me as razões:
Num assalto, roubaram-lhe a chama


ENCONTRE-ME TAMBÉM:
NO MEU BLOG
NO GOOGLE+
NO FACEBOOK
TWITTER
NO TUMBLR



LEIA TAMBÉM:
A CONTRABANDISTA
PROUST, NIETZSCHE E MINHAS LEMBRANÇAS
A ESPERTEZA E O NHOQUE
O CIUMENTO E A SEDUTORA
CRÔNICAS ERÓTICAS: O TÍMIDO (2)
CRÔNICAS ERÓTICAS: O TÍMIDO (1)
POR VOCÊ EXISTIR
O TEMPO A SEU TEMPO
O CARTÃO DE CRÉDITO
CRÔNICAS ERÓTICAS: UM MULHERÃO
NO LUGAR DO POLÍTICOS
HORA MARCADA
FOI INESQUECÍVEL
MUDANDO DE NEGÓCIO
ANTES DO CAFEZINHO
GAROTINHO ESPERTO
ATRAVÉS DO ESPELHO
O POETA ESTÉRIL
SEI FALAR DE AMOR

NÃO DEIXE DE LER: 30 TEXTOS MAIS LIDOS DA USINA NOS ÚLTIMOS 6 MESES
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui