Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
91 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55236 )
Cartas ( 21066)
Contos (12158)
Cordel (9594)
Crônicas (21296)
Discursos (3112)
Ensaios - (9914)
Erótico (13140)
Frases (40130)
Humor (17565)
Infantil (3567)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5416)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135866)
Redação (2879)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4226)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->QUEM VÊ CARA NÃO VÊ CORAÇÃO -- 20/07/2016 - 18:20 (GERMANO CORREIA DA SILVA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


QUEM VÊ CARA NÃO VÊ CORAÇÃO

Juquinha sempre deixou a transparecer, principalmente para quem não convive com ele, que é um garoto meio reticente e está certo quem pensa dessa forma, pois ele é um desses garotos reservados, de pouca conversa, que os pais nunca sabem ao certo o que ele quer dizer ou fazer.

Na verdade, esta é a primeira impressão que ele passa para quem o conhece de momento: imaginar que está diante de uma criança dócil, mas no fundo ele é um garoto muito difícil de lidar, chega a ser em algumas situações um pouco trabalhoso no trato.

Desde que ele começou a engatinhar, sua peraltice o tem transformado num garoto muito arteiro, com um comportamento quase acima do normal, levando-se em conta o jeito de ser dos demais garotos de sua idade, mas quem vê cara não vê coração.

Ele chega a ser um desses garotos da pá virada e para não sair de sua rotina de garoto traquinas, dotado de um comportamento pueril surpreendente, dia desses ele deixou seus pais com a pulga atrás da orelha, literalmente falando, ao trazer três gatos de rua, recém-nascidos, com os pelos sobrecarregados de pulgas, para eles cuidarem desses animais.

Em geral, as pulgas podem causar uma série de problemas de saúde nos gatos, desde a queda de pelos, coceira e irritação na pele, podendo até causar uma infestação por tênia. No caso dos filhotes muito pequenos, as pulgas podem causar anemia potencialmente fatal devido à perda de sangue, mas esta não era a sorte que o Juquinha queria para os seus animaizinhos.

Num primeiro momento ele pensou em leva-los numa clínica veterinária, mas lá onde os pais dele moram não há veterinário, nem casa especializada na venda de produto antipulgas e mesmo que algum produto dessa natureza existisse lá, certamente o seria para o uso tópico de repelentes em gatos adultos. Em filhotes de gatos, recém-nascidos, esses repelentes não são recomendados.

Uma forma eficaz de eliminar as pulgas em filhotes de gatos recém-nascidos, é utilizar métodos naturais, como o uso de suco de limão, pois não é recomendável utilizar tratamentos antipulgas tópicos e orais nesses animais de forma segura.

Como se não bastasse o tempo e o dinheiro que os pais do Juquinha vêm gastando diariamente, tratando dos cães e dos gatos adultos encontrados abandonados nas ruas, e que são trazidos por ele, agora eles terão um trabalho extraordinário, mesmo que tenham de atuar com as pulgas atrás das próprias orelhas e das dos demais bichanos adultos, principalmente.

Eta menino da pá virada, totalmente voltado para o trabalho comunitário, visando à adoção de cuidados básicos para com os animais carentes!


Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 22Exibido 174 vezesFale com o autor