Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
98 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56828 )
Cartas ( 21161)
Contos (12584)
Cordel (10014)
Crônicas (22151)
Discursos (3133)
Ensaios - (8956)
Erótico (13388)
Frases (43354)
Humor (18383)
Infantil (3751)
Infanto Juvenil (2630)
Letras de Música (5464)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138027)
Redação (2918)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2394)
Textos Jurídicos (1923)
Textos Religiosos/Sermões (4770)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->CABEÇA OBTUSA -- 05/12/2001 - 22:51 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos




CABEÇA OBTUSA



Jan Muá

05 de dezembro de 2001





Obtusa é toda a mente

Que resiste à evidência

E que delira em sua escuridão



Obtusa é a frase idiota

Que teima em ostentar

O atraso com que se veste



Obtusa é a hora

Que fica presa ao ponteiro

Num relógio ultrapassado



Obtusa é a opinião cega

Que nega a dinâmica na lógica

Da conclusão



Obtuso é o mundo

Que mascarado de avestruz

Esconde na areia o próprio rosto!...



Obtusa é toda a república

Que sabe e vê

Mas se recusa a resolver os reais problemas

Da atribulada vida do cidadão.





05 de dezembro de 2001



Jan Muá



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 901 vezesFale com o autor