Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
83 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55059 )
Cartas ( 21063)
Contos (12133)
Cordel (9565)
Crônicas (21228)
Discursos (3108)
Ensaios - (9913)
Erótico (13135)
Frases (39984)
Humor (17551)
Infantil (3562)
Infanto Juvenil (2309)
Letras de Música (5414)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135729)
Redação (2875)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4205)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Licença médica (baiano)* -- 16/01/2017 - 16:10 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Licença médica (baiano)*


Estavam um gaúcho, um paulista e um baiano num boteco do Mercado Modelo, quando o gaúcho diz aos outros:

- Bah, tchê, esse cara que entrou aí é igual a Jesus Cristo.

- Tás brincando! - dizem os outros.

- Tô te falando! A barba, a túnica...

O gaúcho levanta-se, dirige-se ao homem e pergunta:

- Tu és Jesus Cristo, não é verdade?

- Eu? Que ideia!

- Eu acho que sim. Tu és Jesus Cristo.

- Já disse que não! Mas fala mais baixo.

- Eu sei que tu és Jesus Cristo.

Tanto insiste que o homem lhe diz baixinho:

- Sou efetivamente Jesus Cristo, mas fala baixo e não digas a ninguém, senão isto aqui vira um pandemônio.

- Tenho uma lesão no joelho desde pequeno. Me cura, tchê!

- Milagres não. Tu vais contar aos teus amigos e eu passo a tarde fazendo milagres. O gaúcho tanto insiste, que Jesus Cristo põe a mão sobre o seu joelho e cura-o.

- Obrigado. Ficarei eternamente grato! - agradece, emocionado, o gaúcho.

- Sim, sim! Não grites e vai-te embora e não contes a ninguém.

Logo em seguida, chega o paulista...

- O meu amigo disse-me que és Jesus Cristo e que o curaste. Tenho um olho de vidro. Cura-me!

- Não sou Jesus Cristo! Mas fala baixo.

O paulista tanto insistiu, que Jesus Cristo passou-lhe a mão pelos olhos e curou-o.

- Vai-te agora embora e não contes a ninguém.

Mas, Jesus Cristo bem o viu contando a história aos amigos e ficou à espera de ver o baiano ir ter com ele. O tempo foi passando e nada.
Mordido pela curiosidade, dirigiu-se à mesa dos três amigos e, pondo a mão sobre o ombro do baiano, começou a perguntar:

- E tu, não queres que...

O baiano levanta-se de um salto, afastando-se dele:

- Aê, meu Rei!... Tira as mãozinhas de mim, que eu ainda tenho seis meses de licença médica!


* Autor desconhecido. Com todo o respeito aos baianos, que muito contribuem para o progresso do país.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 27Exibido 67 vezesFale com o autor