Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
83 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54388 )
Cartas ( 21031)
Contos (12030)
Cordel (9346)
Crônicas (20776)
Discursos (3097)
Ensaios - (9867)
Erótico (13087)
Frases (39440)
Humor (17507)
Infantil (3550)
Infanto Juvenil (2302)
Letras de Música (5406)
Peça de Teatro (1308)
Poesias (134967)
Redação (2860)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2368)
Textos Jurídicos (1911)
Textos Religiosos/Sermões (4088)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Noite prateada -- 18/02/2017 - 23:02 (Adalberto Antonio de Lima) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


A lua derrama luz prateada no terreiro. Os vaqueiros chegam para  ouvir  Generoso tocar viola. Euzébia serve  chá com biscoito caseiro, e quando o relógio de parede pinga oito notas no compasso da noite, As visitas tocam retirada. Os solteiros armaram suas redes nos esteios da oficina de farinha,  e,  acariciados pela brisa fresca da noite,  dormem numa casa sem parede.
***

Adalberto Lima, fragmento de Estrada sem fim...
Imagem: Internet

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 0Exibido 12 vezesFale com o autor