Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
43 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56739 )
Cartas ( 21160)
Contos (12583)
Cordel (10005)
Crônicas (22136)
Discursos (3131)
Ensaios - (8937)
Erótico (13379)
Frases (43217)
Humor (18340)
Infantil (3739)
Infanto Juvenil (2601)
Letras de Música (5463)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137961)
Redação (2915)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2387)
Textos Jurídicos (1922)
Textos Religiosos/Sermões (4729)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Carta do Altiplano -- 01/07/2009 - 14:47 (flavio gimenez) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Espero que esta a encontre bem. Faz tempo que não escrevo, de modo que deve haver me esquecido, mas tenho certeza de que o que fica é o mais importante, não? Da última vez, aconselhei você a desligar o forno onde assavam os pães e me dirigia à montanha onde o mal das alturas certamente me faria um estrago enorme. Hoje, muitas dores depois, aclimatei-me.

Aqui brilha o sol sem nuvens que cresta as peles e ameaça os olhos com sua brancura refletida nas eternas neves. O vento carrega os incautos de modo que temos de estar sempre atentos ao primeiro uivo do que chega. O sopro que chega enche as casas de ar frio, mas as temos bem calafetadas e aquecidas.

Não, eu sei, não posso me preocupar com você,depois de tudo aquilo. Lembra? Mas o suave lenço do amor está estendido e minhas mãos ainda se lembram do contato das suas.

Dia destes eu volto, não sem antes preparar meu corpo à difícil tarefa de descer à planície.

Cuide-se!

F.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 5Exibido 677 vezesFale com o autor