Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
91 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54856 )
Cartas ( 21056)
Contos (12110)
Cordel (9512)
Crônicas (21088)
Discursos (3105)
Ensaios - (9905)
Erótico (13127)
Frases (39809)
Humor (17550)
Infantil (3558)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5411)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135538)
Redação (2869)
Roteiro de Filme ou Novela (1034)
Teses / Monologos (2372)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4175)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->A Selva da Incompreensão -- 16/03/2017 - 11:27 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA (marceloosouzasom@hotmail.com) zap 71-992510196) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


 



A Selva da Incompreensão 



Antigamente quando eu era criança, a gente aprendeu o que seria democracia, o poder emanando da gente e o nosso país crescendo, era o sonho dourado pós-ditadura. 
Hoje esse sonho sequer realizou, o país empobrecendo, sendo pilhado por gente grande, mas não bastando isso tudo, lutamos contra o nosso próprio povo, a violência campeia a passos largos, da mesma forma que os nossos direitos, cada um luta de uma maneira para poder se desvencilhar do laço dos nossos caçadores. 
As emendas à nossa constituição, são constantes, não existe praticamente nenhuma lei nova que possa beneficiar o trabalhador, é só direito sendo vilipendiado e obrigações sendo impostas. 
Falando em imposição, o chamado “leão”, come praticamente a nossa mão, personificaram um bicho carnívoro e com muito apetite para poder “comer” nosso imposto de renda, cujo cálculo de devolução já está defasado há muito tempo. 
O interessante que tem  outro bicho terrível chamado “dragão”, que nos aterroriza até em nossos piores pesadelos; onde esses animais monitorados pelos caçadores controlam tudo que a gente possui, aumentando e diminuindo juros, enriquecendo mais ainda os banqueiros e nos pondo ao nível da pobreza, cujo cidadão de bem já parou de sonhar. 
Aqui no Brasil é contado o número de pessoas que enriquecem trabalhando, somos assalariados sim, sonhamos com dias melhores, contudo sentimos que vêm dias piores, com o aumento do tempo de contribuição da aposentadoria, fim do décimo terceiro e salário-férias. 
Diante dessa crise toda, nossos algozes implementaram a famosa “democradura” tornando a nossa vida que já não é fácil, mais dura ainda, onde remamos verdadeiramente contra a maré, procurando um horizonte com um porto seguro nessa “selva” brasileira, que de macacos, viramos ienas - rindo da nossa miséria – agora aos poucos, vamos acordando, passando a ser “formiguinhas” lutando contra os “rinocerontes” do poder. 



 



Marcelo de Oliveira Souza,iwa



 



Marcelo de Oliveira Souza,iwa

 


Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui