Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
73 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55077 )
Cartas ( 21063)
Contos (12135)
Cordel (9570)
Crônicas (21233)
Discursos (3108)
Ensaios - (9913)
Erótico (13137)
Frases (39997)
Humor (17552)
Infantil (3565)
Infanto Juvenil (2309)
Letras de Música (5414)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135740)
Redação (2875)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4207)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->JOE - O FILÓSOFO QUE APOSTOU NA ÉTICA -- 25/04/2017 - 18:06 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Joe - o filósofo que apostou na ética
Crônica urbana
João Ferreira

Encontrei o Joe numa excursão organizada em Brasília para visitar o Salto de Itiquira, perto da cidade goiana de Formosa. O salto de Itiquira é abastecido por um pequeno rio vindo de interioranas nascentes goianas que caminha por entre fazendas e matas, e se desdobra em várias cachoeiras e saltos até encontrar esse grande declive de Itiquira onde faz o enorme salto que conhecemos.
-Você já conhece Itiquira? perguntei ao Joe logo que nos encontramos.
-Ainda não, respondeu. Mas dizem que é muito bonito.
Joe ia acompanhado de sua namorada Roberta. Um casal muito harmonioso, muito educado e muito feliz.
Pelo que me contaram conseguiram recentemente uma vaga num dos cursos da Universidade de Brasília. Na avaliação deles é uma Universidade que vale muito a pena. Tem vantagens por ser escola pública, tem belos cursos e uma organização poderosa, com todos os recursos.
-Tem boa tradição, bons laboratórios e bons professores também, arrisquei.
-Certamente, disse Joe. É com muito orgulho que a frequentamos.
- Mais ainda numa ocasião crítica como esta, acrescentou Roberta. Somos universitários, procuramos nos formar e gostaríamos de aproveitar tudo o que uma instituição destas nos pode oferecer. Não apenas laboratórios, conhecimentos e organização, mas sobretudo educação, visão de mundo, tudo, além do diploma, é claro...
- As universidades têm um papel essencial neste nosso momento brasileiro... - disse.
-Essencialíssimo, concluiu Joe.
- E como é visto o momento brasileiro atual dentro dos muros da Academia?-perguntei.
Há Brasil mesmo, na Universidade, ou há apenas fartura de politicagem em torno de líderes falidos e de partidos corruptos? -acrescentei ainda, provocando um pouco.
- O ambiente, como parece natural, mostra-se muito politizado, disse Joe. Mas pelo discurso de muitos a politização não pende para a consciência dos escândalos que estão abalando o Brasil inteiro... Infelizmente, vemos, por vezes, em destaque, a politização de massa...no pior sentido...politização defendendo causas e partidos falidos...- sentenciou Joe.
- É asfixiante, por vezes. Até dá pena ver como as pessoas se contaminam... e como defendem o indefensável...- falou Roberta.
-Às vezes parece até uma onda avassaladora..., disse Joe.
Mas ao lado disso, nunca seremos dispensados de tentar nossas escolhas pois com crise ou sem crise, as coisas têm de ser construídas e antes pensadas por nós próprios e superando a força do meio ambiente. Certamente que nosso futuro não irá cair do céu...Teremos de construí-lo, mesmo...
-Temos de ter a capacidade de ver as coisas, analisar e ficar do lado da razão...do silogismo lógico, do lado da ética e do Brasil, - ajuntou Joe.
- Universidade é isso, segundo o pensamento do Fundador Darcy Ribeiro que a sonhou como " a casa da consciência crítica".
- E isso significa que o universitário tem que analisar as coisas com sua cabeça ou através de debates liderados por pessoas competentes e sem demagogia.
- Para cada um sair da "era das maracutaias" com sua dignidade intacta, como dizia um bom cronista da cidade, citando o sambista Bezerra da Silva, que escreveu geniais letras e canções descrevendo e fustigando com duras pauladas o assim denominado "malandro moderno"...
-Tem saída isso que estamos vivendo? perguntei ainda.
-Tem. Uma só saída: limpar, - disse Roberta. Faxina rigorosa com todos os produtos de limpeza que houver na praça...
- Para que não fique pedra sobre pedra, ou por outras palavras, para que não fique nenhuma semente ou possibilidade de reprodução... do que estamos vendo e ouvindo por aí...
-Como nos tempos de Antístenes de Atenas, um filósofo grego que defendia a anarquia como anulação dos vícios para a construção de uma república melhor- acrescentei eu.
- Buscar outros pontos de referência para a política e para a sociedade é essencial, disse Joe.
-É importante que a opinião pública levante a mão, e aponte para os demagogos e traidores mostrando que o povo brasileiro está vivo e quer ética.
- É a hora da Universidade e da sociedade brasileira dar oportunidade aos jovens uma vez que eles ainda não a tiveram...
- como é a hora de condenar a teimosia e a burrice de certos intelectuais, e doutores também...
-impedindo que uma escola superior se transforme num aparelho partidário...obsoleto...
...e seja roubada em sua mente sã através de forçadas falácias pregadas em pequenos feudos onde discursos políticos de esquina podem dar a ilusória sensação de que até a universidade caiu no papo
dos infiéis ... políticos ... empresários... ou que cedeu aos encantos da corrupção deixando de ser a "casa da inteligência", para aderir ao discurso falacioso de reis destronados...
João Ferreira
25 de abril de 2017
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 98Exibido 90 vezesFale com o autor