Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
91 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56432 )
Cartas ( 21156)
Contos (12575)
Cordel (9960)
Crônicas (22082)
Discursos (3130)
Ensaios - (8873)
Erótico (13329)
Frases (42870)
Humor (18225)
Infantil (3701)
Infanto Juvenil (2514)
Letras de Música (5461)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137728)
Redação (2905)
Roteiro de Filme ou Novela (1051)
Teses / Monologos (2385)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4611)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->ANA ZÉLIA - 03/11/09 -- 03/11/2009 - 09:17 (Professor Marcelo Guido Noronha) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Oi amigo, se existe uma palavra que considero mais triste, a que fere mais, esta palavra é adeus. Bate forte no peito, parece que algo de nós se foi, se vai. Um dia o prefeito de Silvania-Goiás escreveu em meu diário. "Adeus não existe, existe sim uma grande saudade, saudade esta que não nos permite nunca dizer adeus". És tudo, poeta, este consegue enganar o diabo porque às vezes canta o mesmo canto no mesmo tom, és escritor, consegues juntar estas 23 letrinhas e fazer delas uma salada mista, escrever verdades, iludir pensamentos, almas de pessoas vivas e até dos mortos. Passei 30 dias em londrina-PR, cheguei agora, ainda estou adoentada, mas não consigo deixar passar em branco um poema que fala de adeus. Que o senhor te ilumine. Ab. Ana Zélia
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui