Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
89 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54939 )
Cartas ( 21059)
Contos (12120)
Cordel (9541)
Crônicas (21128)
Discursos (3109)
Ensaios - (9910)
Erótico (13133)
Frases (39893)
Humor (17551)
Infantil (3560)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5413)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135641)
Redação (2874)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4195)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->AMOR E DESAMOR -- 18/06/2017 - 19:47 (Dalva da Trindade S. Oliveira (Dalva Trindade)) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:150299122971412500
AMOR E DESAMOR
 
"Dor" de Amor eu aprendi que dói...
"Dor" de Desamor é doída também?
Creio que o amor só faz doer quando não tem ou nunca teve atitudes compatíveis com este sentimento...
É, então,  justificável sofrer por isso quando há uma trinca na expectativa de poder sonhar com todo o universo romântico que brota ao seu lado? 
Além disso, o amor desperta a sensibilidade dos que se envolvem com ele.
Desamor é o rompimento do amor?  
Este não me parece o seu conceito mais coerente, pois ele gera comportamentos naturais de quem não ama, não sabe amar ou desistiu de amar em seus relacionamentos.
Inexistindo o amor, é justo sofrer por esta razão, ou será melhor agradecer e comemorar a liberdade vinda com a revelação dessa realidade?
 
          Dalva da Trindade S Oliveira
                  (Dalva Trindade)
                      17.06.2017
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 2Exibido 18 vezesFale com o autor