Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
94 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54945 )
Cartas ( 21059)
Contos (12121)
Cordel (9543)
Crônicas (21131)
Discursos (3109)
Ensaios - (9910)
Erótico (13133)
Frases (39899)
Humor (17551)
Infantil (3560)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5414)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135650)
Redação (2874)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4195)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->1954 - São Miguel e São Paulo -- 22/07/2017 - 23:10 (Jairo de A. Costa Jr.) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


1.954 – São Miguel e São Paulo

Mas comecei a contar o meu fim de semana e nem em São Miguel cheguei, mas chegarei na próxima... Cheguei sexta retrasada depois de ir até Iguape e subir por Sete Barras e pela estrada-parque, como já contei. Depois da estrada bloquetada, palavra que nem sei se existe, mas pode vir de bloquete e vejam a explicação – Bloquetes são blocos pré-moldados de concreto, sua utilização na pavimentação consiste na junção da tecnologia do concreto como matéria-prima e o conceito dos antigos calçamentos de paralelepípedos. Também pode ser chamado de piso intertravado e no Google tem mais dados e fatos.

Bem, depois da estrada cheguei ao Parque Carlos Botelho e a minha vergonha alheia de mim mesmo continua, pois não entrei para uma visita, só passei e disse oi ao guarda na guarita, prometendo voltar e visitar o parque de vez. Continuei falando e a Edna não ouvindo sobre o Guararema, a minha caminhada no trecho, o rio Taquaral e a reta do Martuscelli; não arrisquei falar do caminhão cara-chato, a carga de batata de cento e vinte sacos e a minha queda da carroceria. Ainda bem São Miguel chegou e olha que avenida nova e bonita, a Nozor Felippe de Moraes, engraçado que já estão querendo colocar lombadas nela.

Vai saber o que se passa na cabeça, mas vamos em frente e pronto a Dona Cida com sua acolhida boa de sempre e só descarregar as coisas e correr à Igreja conversar com São Miguel Arcanjo. Agradecer e pedir mais um pouco para ajudar a passar por esse período de quase horror na nossa política, ou horror inteiro. Digo na política, já que a economia, essa já está no buraco, no fundo dele e como pode um país dessa dimensão estar tão parado assim, não sou só eu a reclamar, ou será?

Não pode ser e atire uma pedra quem ainda não reclamou, de ambas as facções que se digladiam nesses tempos bicudos. Saudade dos tempos que, se você fosse de direita jogaria na ponta direita e se fosse de esquerda, jogaria na ponta esquerda, assim só. Daquele Esporte Clube São Miguel de sessenta e dois eu me lembro do Gilberto pela direita e do Wilson pela esquerda, com o Toninho Boi mandando ver de centroavante.

Depois de agradecer e pedir, sempre marco no livro a minha visita e confirmo nos papeizinhos os meus pedidos e coloco na urna ao lado do Santo; saio esperançoso de tudo e vou à Loteria do Robertinho renovar os meus jogos para as oito semanas seguintes, lembrando que não estou todos os dias por São Miguel, embora queira estar, porém não dá e ainda não sei quando dará. Digo que saí dessa minha cidade de São Miguel, mas ela não sai de mim. Um dos meus funcionários, nascido lá em Barro no Ceará, acreditem é devoto de São Miguel Arcanjo, já esteve por duas vezes na Festa do dia vinte e nove de setembro e está me perguntando do bolinho de frango e se pode me acompanhar na próxima, ao meu lado na procissão. Tem quase vinte anos que todo ano estou a postos atrás do andor e continuarei.

Jantar da mamãe e sábado chegando, com visita ao túmulo do meu pai e umas comprinhas nos Irmãos Silva, do Dante, quando encontrei com o Amarildo, quem? O Coelhão, gente, e meu companheiro rotariano e atual Presidente do Rotary Club de São Miguel, eu pertenço ao Rotary de Saltinho, perto de Piracicaba e já fui presidente, agora somente membro do clube e devendo uma visita ao clube de São Miguel.

Almoço da mamãe, mais uma descida à Igreja e bingo na lateral, proporcionado pelos Irmãos Silva, ganhei uma cartela e comecei a marcar para ganhar milão em compras. Bingo! Não para mim, saiu para uma moça sortuda. Minha sobrinha Geórgia com suas cartelas a mão e caneta idem, agora para milão e quinhentos em compras. Tá faltando só três números, Tio. E Bingo! Não para ela, para outra moça sortuda, claro. O Déco e o Marcha a Ré tocando o público à frente, mas que chato acabou-se o tempo e os prêmios já saíram todos e todos também começaram a sair. Eu passei pela Igreja novamente, afinal tenho muitos pedidos, precisava ir ao jantar da mamãe, voltar a São Paulo e neste sábado, de vinte e dois de sete de dezessete, quero prêmios. Bingo!


Comentários

Toye Almeida Costa  - 07/09/2017

Estive no Parque Carlos Botelho em Julho.....passeio imperdível, mano!!!!

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 13Exibido 49 vezesFale com o autor