Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
43 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56450 )
Cartas ( 21157)
Contos (12576)
Cordel (9977)
Crônicas (22086)
Discursos (3130)
Ensaios - (8877)
Erótico (13329)
Frases (42883)
Humor (18231)
Infantil (3705)
Infanto Juvenil (2520)
Letras de Música (5461)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137743)
Redação (2907)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2385)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4619)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Infantil-->PARA UM AMOR DE FILHA (2) -- 23/05/2005 - 15:02 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
PARA UM AMOR DE FILHA (2)

Todos os dias de sua vida me são importantes,
Mas tem aqueles que são mais importantes
Do que os outros dias.
Tem o dia em que você nasceu,
Tem o dia em que você os primeiros passos deu,
Tem o dia me que pela primeira vez disse “papai”,
Tem o dia em que você rabiscou seu nome...
Ah, tem tantos dias dos quais jamais vou esquecer!

E quando te vejo assim crescer
Tão forte e sadia,
Tão esperta e inteligente
Fico sem saber o que dizer.

Você ainda é uma menina de nove anos,
Mas já acha que é mocinha;
Às vezes, você fala e age
Como se houvesse nesse corpo de menininha
Um botão de rosa em fase de desabrochamento;
Mas você ainda é a minha criancinha,
Meu bebezinho de colo,
Mesmo não mais sendo fácil te pegar no colo.

E quando te vejo assim crescer
E tornar-se cada vez mais independente,
E dona de seus próprios atos
Fico sem saber o que fazer.

Na verdade, minha filha,
Não fico só sem saber o que dizer ou fazer,
Eu fico é como medo de te ver crescer
E descobrir que não fui pai suficiente
Para te preparar para enfrentar
Os perigos desse mundo selvagem
Em que nós mesmos construímos.
Ah, como seria bom se você nunca crescesse...

E quando te vejo assim crescer
Seguindo todas as leis imutáveis da natureza
Sei que nada posso fazer
A não ser estar aqui quando você precisar


LEIA TAMBÉM:
PARA UM AMOR DE FILHA (1)
QUADRINHA DE AMOR (5)
QUADRINHA DE AMOR (4)
QUADRINHA DE AMOR (1)
QUADRINHA DE AMOR (2)
QUADRINHA DE AMOR (3)
PRIMEIROS PASSOS
A MENINA INFELIZ
O FILHOTE DE PINTASSILGO
O TICO-TICO QUE GOSTAVA DE PÃO
RAZÃO MAIOR
VOCÊ É A MINHA VIDA
SONHOS DE UM PAI
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui