Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
91 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54946 )
Cartas ( 21059)
Contos (12121)
Cordel (9544)
Crônicas (21131)
Discursos (3109)
Ensaios - (9910)
Erótico (13133)
Frases (39899)
Humor (17551)
Infantil (3560)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5414)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135650)
Redação (2874)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4195)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Cova rasa -- 06/09/2017 - 05:58 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Cova rasa

Morrer pobre...nu cheguei e nu irei...
Morrer nu pois nu cheguei...
Morrer pobre que não deve nada pois nada tem do alheio...
Pra que roupas e sapatos tantos, se viemos nus?
A liberdade brilha à vista da nudez, que nada amarra ao corpo ou a mente. Pobre com um infinito despojamento da materialidade que mascara a alma e os pensamentos planejadas sobre uma "arquitetura" irreal.
Morrer pobre, antes sendo pobre rico na nudez da alma e feliz pelo karma. Precisa fazer uso de excessos? Se a cova só cabe ao corpo?
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui