Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
100 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56008 )
Cartas ( 21109)
Contos (12422)
Cordel (9780)
Crônicas (21645)
Discursos (3119)
Ensaios - (9949)
Erótico (13188)
Frases (41096)
Humor (17622)
Infantil (3597)
Infanto Juvenil (2324)
Letras de Música (5441)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (136578)
Redação (2884)
Roteiro de Filme ou Novela (1047)
Teses / Monologos (2382)
Textos Jurídicos (1914)
Textos Religiosos/Sermões (4450)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Erótico-->FELIZ DIA DOS NAMORADOS -- 12/06/2018 - 08:19 (valentina fraga) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
FELIZ DIA DOS NAMORADOS

NAMORADO É ASSIM,
MANDA TEXTÃO,
CORAÇÕES NAS MENSAGENS,
BANDA DE MÚSICA,
BALÕES INFLÁVEIS,
LINGUAGEM ÚNICA,
E MUITO AMOR.
QUE MERGULHA NO BEIJO,
E NO OUTRO,
COMO NINGUÉM MAIS NO MUNDO.
SORTE DE QUEM TEM
UM AMOR ASSIM,
DE CUIDADO, DE ACONCHEGO,
DE DELICADEZA,
MAS CHEIO DE EUFORIA.
SORTE DE QUEM TEM
UM AMOR ASSIM,
QUE RECEBE UM
EU TE AMO
NO DECORRER DO DIA.
FELIZ DIA DOS NAMORADOS.
Comentários

Mauro Velasco  - 12/06/2018

Os versos de Valentina
abraçam as rimas de Mauro.
As frases de Mauro
beijam as palavras de Valentina.
Os escritos de Valentina
apalpam as redações de Mauro.
Os rascunhos de Mauro
despem os rabiscos de Valentina.
Os acentos de Valentina
deitam sobre os pontos de Mauro.
Os parágrafos de Mauro
acariciam as margens de Valentina.
As aspas de Valentina
chupam os travessões de Mauro.
As vírgulas de Mauro
lambem cada letra de Valentina.
As histórias de Valentina
se abrem para os contos de Mauro.
Os textos de Mauro
penetram as páginas de Valentina.

E dessa orgia de autorias
surge o gozo da literatura.

Mauro Velasco  - 12/06/2018

A porta estava aberta.
Ela entrou.
Tudo escuro.
Foi seguindo devagar, tateando no breu.
Que surpresa seria essa?
Então, acendeu uma luz. A tênue luz de uma lâmpada.
Logo ela se viu. Estava diante do espelho. Atrás dela, apenas a escuridão.
Depois ouviu uma voz: "Feche os olhos". Ela os fechou, reconhecendo a voz imediatamente.
Sentiu que alguém se aproximava por trás dela. E agora começava a massagear seus ombros, levemente, pausadamente. Duas mãos percorrendo a extensão das suas costas, braços, quadril.
Em seguida sentiu os lábios beijando seu pescoço. Beijo após beijo, causando um arrepio em todo o corpo.
Abriu os olhos e viu o rosto do homem desejado no reflexo.
Suas mãos continuavam a explorá-la.
Percebeu que o homem atrás dela estava sem camisa, o dorso nu.
Sentiu-se ainda mais excitada.
E ali, diante daquele espelho, começou a ser despida.
Ali, diante do espelho, eram dois namorados apenas.
Ali, diante do espelho, no meio da escuridão, sem que ninguém os visse, eram apenas os dois.
E bastava para aquele dia.

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 14Exibido 59 vezesFale com o autor