Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
46 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56392 )
Cartas ( 21119)
Contos (12482)
Cordel (9833)
Crônicas (21789)
Discursos (3122)
Ensaios - (9975)
Erótico (13197)
Frases (41436)
Humor (17685)
Infantil (3603)
Infanto Juvenil (2328)
Letras de Música (5445)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136901)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4473)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Erótico-->PARA VALENTIN -- 16/06/2018 - 17:50 (valentina fraga) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
HISTÓRIAS DE VALENTIN
PARECERIA MENTIRA, SE NÃO FOSSE TODA A VERDADE.
MEU PSEUDÔNIMO DE HOJE, NADA MAIS É QUE MEU GRANDE AMOR DO PASSADO.
CONHECI VALENTIN AINDA NO PRIMEIRO GRAU. DESDE A PRIMEIRA VEZ QUE O VÍ, MERGULHEI EM SEUS GRANDES OLHOS CASTANHOS, COM CILIOS LONGOS E CURVADOS. CERTAMENTE QUE PRA MINHA IDADE ELE JÁ ERA BEM VELHO, MAS NÃO PUDE DEIXAR DE ADMIRAR SEUS OLHOS E SEU LINDO SORRISO.
SEU NOME ERA PEQUENO, E SEU CONHECIMENTO ENORME. LECIONAVA UMA DAS MATÉRIAS MAIS DIFÍCEIS DA GRADE ESCOLAR, MAS TRANSITAVA BEM EM TODAS AS OUTRAS.
ERA DO TEMPO, EM QUE JOGAR TOCO DE GIZ NA CABEÇA DO ALUNO QUE TOCAVA TERROR NA TURMA, NÃO FAZIA COM QUE OS PAIS IDIOTIZADOS DE HOJE EM DIA FOSSEM TOMAR SATISFAÇÃO NA ESCOLA, PORQUE O FILHO SE SENTIU OFENDIDO, ENFIM, NÃO EXISTIA BULLING, OU SE EXISTIA NINGUÉM SE DAVA CONTA.
A QUESTÃO É QUE NAQUELES TEMPOS DE ADOLESCÊNCIA, MINHA CABEÇA SONHAVA DIA E NOITE COM AQUELE MEU PROFESSOR. DEI UM JEITO DE FAZER AMIZADE E LOGO DESCOBRI QUE ELE DAVA CARONA A UMA ALUNA DO SEGUNDO GRAU, E ME ROÍA DE CIÚMES.
BOM, TRACEI MINHA ESTRATÉGIA, E COM ELA SAÍ VENCEDORA, AFINAL QUANDO ALGUMA COISA NÃO ACONTECE É PORQUE NÃO QUEREMOS DE VERDADE.
VALENTIN GOSTAVA DE POESIA, E LOGO PASSEI A GOSTAR DESDE A INFÂNCIA. É CLARO QUE NADA SABIA E NÃO TINHA O HÁBITO MAS, POUCO A POUCO TOMAVA GOSTO.
UM DIA ESTAVA CONVERSANDO COM AS COLEGAS NA AULA NA MESA DO PROFESSOR, QUANDO ELE CHEGOU E ME PEGOU DEBRUÇADA SOBRE A MESA, E A CAMISA CURTA, DE ELASTICO NA PARTE DEBAIXO, MOSTRANDO PARTE DAS ANCAS BRANCAS E O INICIO DA CINTURA FINA.
SEGUNDO ELE, CONFIDENCIOU MAIS TARDE, O MOMENTO EM QUE ABRIU A GUARDA E SE ENTREGOU ÀS INVESTIDAS DA JOVEM.
UM DIA, NO INTERVALO ENCONTREI COM ELE NA SAIDA DO PREDIO PRINCIPAL, E ENTREGOU-ME UM PAPEL
QUE DIZIA:

NAO SABES CRIANÇA
S`TOU LOUCO DE AMORES
PRENDI MEUS AFETOS
FORMOSA PEPITA
MAS ONDE? NO TEMPLO,
NO ESPAÇO, NAS NÉVOAS?
NAO RIAS,
PRENDI-ME NUM LAÇO DE FITA.

EM TROCA, HAVIA ESCRITO UMA MUSICA NO CADERNO QUE CONTAVA MEU DESEJO É DIZIA ASSIM:

- TRAGA- ME UM COPO D`AGUA TENHO SEDE,
E ESSA SEDE PODE ME MATAR,
EINHA GARGANTA PEDE UM POUCO D`AGUA
É OS MEUS OLHOS PEDEM TEU OLHAR.

ELE LE, ABRIU UM LINDO SORRISO
QUE ILUMINOU MINHA ALMA!
ISSO, OU POR AI. NESSE INSTANTE
ME FEZ UMA PROPOSTA.
VAMOS DAR UMA SAÍDA?
NAO TINHA PORQUE DIZER NÃO,
AFINAL ESPEREI POR AQUELE INSTANTE, DURANTE MESES.

FOI LINDO, MAGICO, DELICADO,
DELICIOSO, E TUDO QUE É A PRIMEIRA VEZ DE UMA JOVEM APAIXONADA.
VIVEMOS POR ALGUNS ANOS UM AMOR LINDO, MESMO DIANTE DAS IMPOSSIBILIDADES.

UM DIA, RESOLVI CONHECER GENTE NOVA E NÃO PERCEBI QUE ELE ME SEGUIA. E TUDO ACABOU.
SEGUI MEU CAMINHO. O DELE JA ESTAVA TRAÇADO. PASSAMOS MUITOS ANOS SEM NOS VER.

ELE RESOLVEU ME PROCURAR A ALGUNS ANOS ATRÁS E PUDEMOS ALMOÇAR. MEU CORAÇÃO GUARDAVA UMA ENORME EXPECTATIVA MAS TUDO ACONTECEU COMO UM ALMOÇO DE VELHOS AMIGOS, E FALAMOS ABERTAMENTE SOBRE NOSSOS MOMENTOS DE AMOR, SEM MASCARAS OU MEIAS PALAVRAS.

O TEMPO DE SEPARAÇAO COLOCOU A DELICADEZA EM NOSSO CAMINHO. ELE FALOU QUE SENTIU MUITA FALTA E QUERIA ME PROCURAR MAS ENTENDEU QUE NAO TINHA DIREITO DE ME ELEGER COMO A OUTRA E QUE EU TINHA DIREITO A UMA VIDA COMUM COM MARIDO E FILHOS, ASSIM COMO ELE.

O TEMPO É UM INCRIVEL REMEDIO PARA APLACAR AS PAIXÕES, E O QUE PARECIA. IMPOSSIVEL DE RESISTIR, PASSA A SER UMA LEMBRANÇA GOSTOSA. UMA VONTADE DE, NO MAXIMO UM ABRAÇO CARINHOSO, UM CAMINHAR DE MAOS DADAS POR UMA PRAIA DESERTA SEM DIZER NADA, E O SILÊNCIO, SERVIR COMO AS MELHORES DECLARAÇÕES DE AMOR DE NOSSAS VIDAS.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 14Exibido 104 vezesFale com o autor