Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
107 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56704 )
Cartas ( 21128)
Contos (12515)
Cordel (9863)
Crônicas (21885)
Discursos (3121)
Ensaios - (9999)
Erótico (13200)
Frases (41685)
Humor (17749)
Infantil (3605)
Infanto Juvenil (2334)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137071)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4518)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Boa noite -- 10/03/2018 - 22:49 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
A noite pede licença ao dia e diz que não irá demorar muito. Somente o tempo necessário para dele cuidar, pois amanhã ele precisa cuidar de si sob o sol. Arrumou a cama para repousar e ele deitou. E porque deitou, acreditou ser sua hora, mas nada estava previsto ser a hora simplesmente porque a hora lá era presente na parede a contar suas economias de tempo. Afinal, não tinha ao certo, quanto tempo lhe sobrara até que o sol surgisse definitivamente. Não era ele nem o sol. Era a vida.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui