Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
43 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56041 )
Cartas ( 21110)
Contos (12424)
Cordel (9790)
Crônicas (21654)
Discursos (3119)
Ensaios - (9949)
Erótico (13190)
Frases (41114)
Humor (17627)
Infantil (3598)
Infanto Juvenil (2326)
Letras de Música (5440)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (136613)
Redação (2884)
Roteiro de Filme ou Novela (1047)
Teses / Monologos (2382)
Textos Jurídicos (1914)
Textos Religiosos/Sermões (4454)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Ele, ela e todas as outras -- 13/03/2018 - 10:36 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Ele, ela e todas as outras

A relação era compartilhada por um séquito de mulheres interessantes, de nível cultural variado, assim como de condições socioeconômicas distintas. Para ele, não havia a relação em si, mas tão somente a existência de encontros conforme fosse o humor e a intenção em cada ocasião. Sempre fora alucinado por elas, e todas elas eram estranhamente encantadas e afeiçoados pelo jeito de como ele se apresentava. Uma pessoa inspiradora de todas as possíveis confianças a ponto de deixá-las com o coração cego de paixão. Cada uma que, com ele mantinha relacionamento, acreditava ser a única até o momento em que vestígios por ele deixados em todas as redes sociais, sem mencionar o que se passava por entre os locais de que ninguém tomava conhecimento. Ele as fazia sentir mulheres únicas, amadas, desejadas e a cada uma era a própria flor oferecida. Até que um dia, fora descoberto em plena traição que negou até o fim, afirmando ser uma louca que o abraçou em pleno restaurante apenas para tirar uma foto posteriormente publicada nas redes sociais. Diante de tantos problemas que haviam lhe causado, ele saiu a bloquear em suas redes sociais centenas delas. Entretanto, ele continuava a atuar tão divinamente nos contos em encontros diversos que de tão convincente, acreditava ser verdadeiro o que sentia por cada uma delas. E elas, exuberantes, felizes de ouvir tantas mentiras, seguiam o rastro de verdade que ele descuidadamente Esquecia em alguma rede social.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui