Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
137 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56489 )
Cartas ( 21121)
Contos (12490)
Cordel (9846)
Crônicas (21813)
Discursos (3122)
Ensaios - (9984)
Erótico (13198)
Frases (41527)
Humor (17701)
Infantil (3604)
Infanto Juvenil (2328)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136971)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4478)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Oh, tantos risos e tantas alegrias! -- 21/07/2018 - 08:01 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Oh! Tantos risos e tantas alegrias...


O procurador de Jesus Cristo com a caneta do céu dele (risos). “Tantos risos... ó tantas alegrias!” Agradeço a grandeza do menino Maluquinho do mestre Ziraldo que riacho a cada estalo do meu Pilar Apilado, terra do Humanista Artur Ramos e dos Bagres, dera bode! A palavra Jesus que na língua hebraica significa Salvador e Cristo, o último grau místico que um humano alcançou no torrão Terra. O nome próprio do mestre é José Filho, que tem meu respeito como revolucionário, pois vejo no entender que defendo o Jesus histórico. Grande ser, de uma sensibilidade que defendeu a protituta das pedras de Zebedeu, e olhou para ele e falou: “Baixa tuas Pedras que você está com a viúva Judite.” (Risos). Infelizmente, seus seguidores querem a cabeça de Lula na bandeja como assim fizeram com João Batista aos desejos degenerados de um rei dominado pelas entranhas da coroa do odeio...
O poeta é um doido e atira pedra na própria lua nos momentos zonzo e lobsomem dos Pilares do imaginário a cada desejo curumim. A vida é rápida, juízes são deuses e ganham muitíssimo bem. No céu das togas, rifam nossos futuros. Hesse na loucura Hesse, no lobo pintado da estepe Hesse, bebeu como vadio cão, restos de mingalhas de pães partidos na aleluia de um tempo Alemão ( Ariano) que o EUA pintou a quinta a avenida. Muitas avenidas para uma vida efêmera de vida carente.
Como eterno aprendiz, agradeço a interação dos companheiros desse vagão terra, a dialética com dialógica é salutar. Viva a democracia! Essa sopa de letras a dar sustância ao diálogo com respeito à todas as opiniões mesmo discordando de cada útero ( caverna) dos irmãos sol. Somos mangue sem sol, mas viveremos outro estado de ser...
O sol relativamente, dá esse brilho em cores que a nossa retina alcança no micro do macro pintado. Contudo se não tiver sol, relativamente viveremos na essência da podridão naturalmente...entender é nosso erro. Todo menino é um rei, pois vê sem entender acima da testa e sem entender, menos sofremos, apenas caminhamos como gado para o trabalho metal da guilhotina de satisfações do sabes lá do entender.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui