Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
121 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56013 )
Cartas ( 21109)
Contos (12422)
Cordel (9783)
Crônicas (21647)
Discursos (3119)
Ensaios - (9949)
Erótico (13188)
Frases (41098)
Humor (17622)
Infantil (3597)
Infanto Juvenil (2324)
Letras de Música (5441)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (136581)
Redação (2884)
Roteiro de Filme ou Novela (1047)
Teses / Monologos (2382)
Textos Jurídicos (1914)
Textos Religiosos/Sermões (4451)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Que saudade ! -- 20/11/2010 - 14:48 (Ricardo Marques) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Cartas de amor.....!
Que saudade !

Que saudade de olhar tua cara descarada e desprovida de maldade, descobrir qualquer véu que teu olhar apresentasse.
Saudade de te tocar, sentir tua presença e teu cheiro, de te dar um abraço e sentir proteção.
Que saudade da tua voz, do teu sorriso lindo, branco, e de todas as emoções, resoluções, e de todas as paixões que senti, sempre por você.
Saudades até de mim e daquele tipo de felicidade que às vezes sentia, por amar você.
Era um sonho lindo de sonhar que faltava pouco para você me amar, me aceitar, mas como todo lindo sonho..., amanheceu..., e precisei acordar para a verdade, e eu precisava me amar....!
Ficou entretanto aquela saudade daquele olhar.
Te queria assim sempre alegre, com um sorriso gostoso iluminando o teu rosto, te dando esse olhar maroto de moleque safado, que está sempre aprontando alguma nova pilantragem.
Te queria desprendido de tabus, de preconceitos, esquecido de rivalidades, não lembrando do passado, nem vivendo o futuro, mas gostando desse hoje.
Te queria assim confiante em alguma coisa melhor, mais cara e preciosa, batalhada, porém sua, total e amplamente sua.
Te queria voluptuosamente conquistador, vitorioso e derrotado nas lutas travadas interiormente, e te queria timidamente cativo, eternamente querido, aquecido nos braços meus.
Meu moreno gostoso, sabor de mil verões escaldantes, sabor de fruta madura, coisa isenta e pura que atrai pelo cheiro, sabor, cor e permanece pela essência da candura e por ser tanta ternura.
Larine
Comentários

ONÇA  - 15/12/2010

DIZEM QUE UM IMAGEM FALA POR MIL PALAVRAS, MAS AS VEZES MIL LETRINHAS, JUNTAS, ESCOLHIDAS AO LÉU, FORMANDO PALAVRAS QUE JUSTIFICAM COISAS QUE ANTES NAO ENTENDIA, MAS QUE AGORA DÃO SENTINDO AO QUE EU, POBRE ONÇA NAO ATINAVA.

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui