Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
104 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56489 )
Cartas ( 21121)
Contos (12490)
Cordel (9846)
Crônicas (21813)
Discursos (3122)
Ensaios - (9984)
Erótico (13198)
Frases (41527)
Humor (17701)
Infantil (3604)
Infanto Juvenil (2328)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136971)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4478)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Coletânea Parnaso Poético II Faz Sucesso Dentro de um Táxi -- 08/08/2018 - 16:51 (Luciana do Rocio Mallon) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Coletânea Parnaso Poético II Faz Sucesso Dentro de um Táxi
Dia 14 de julho de 2018 foi o lançamento no Memorial de Curitiba da coletânea, Parnaso Poético II, organizada por Silvana Mello e Osmar Aedo. Participei desta antologia com dois poemas de minha autoria localizados nas páginas 80 e 81. Na volta do evento peguei um táxi e presenteei o motorista, que foi muito gentil durante o trajeto, com um exemplar.
O tempo passou e dias atrás, fui levar minha mãe ao dentista e como ela não pode pegar ônibus devido aos seus problemas de saúde, chamei um taxi novamente. Então fiquei surpresa ao reconhecer que o motorista era o mesmo que me trouxe para casa no dia do lançamento da antologia. Deste jeito sentei com minha mãe no banco de trás e reparei que o livro, Parnaso Poético II, estava no compartimento traseiro do banco da frente. Assim comentei:
- Nossa!
- O livro da coletânea que participei está no carro à disposição dos passageiros!
O chofer falou:
- As pessoas têm lido bastante, esta obra, durante a viagem.
- Um dia sentou uma mãe com um menino travesso aí atrás e ele não parava quieto. Então a moça começou a ler os poemas, em voz alta, para o garoto que se acalmou na hora. Outra vez, uma senhora sentou chorando e não disse qual era o motivo das lágrimas. Assim ela pegou o livro, leu alguns poemas, se sentiu mais calma e parou de chorar.
Fiquei emocionada ao saber que um livro, onde participei com dois textos, está dentro de um taxi trazendo poesia aos passageiros. Pois a Ciência já comprovou que a leitura diminui a ansiedade das pessoas em viagens.
Luciana do Rocio Mallon



Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui