Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
20 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57162 )
Cartas ( 21140)
Contos (12558)
Cordel (9907)
Crônicas (21997)
Discursos (3126)
Ensaios - (10095)
Erótico (13281)
Frases (42393)
Humor (18011)
Infantil (3659)
Infanto Juvenil (2421)
Letras de Música (5457)
Peça de Teatro (1313)
Poesias (137458)
Redação (2895)
Roteiro de Filme ou Novela (1050)
Teses / Monologos (2384)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4563)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Cachaça* -- 28/08/2018 - 17:45 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Cachaça*


O bêbado pergunta à garrafa de aguardente:

- Por que me olha tão insistentemente?

E ela, na tranquilidade dos cônscios:

- Porque não consigo desviar o meu olhar.

- Como? não entendi!

- É fácil: olho-o porque é o meu alimento, quanto mais me deglute, mais e mais estou ávida.

- Que pena: sofro, padeço, às vezes até me desespero; me maltrata em todos os sentidos, e eu a perdoo e continuo ao seu lado; certamente até o dia em que o meu organismo aguentar.


É certo: a bebida alcoólica maltrata e definha o indivíduo, mas este não consegue abandoná-la.


* Brasília, DF, 28/08/2018.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 27Exibido 60 vezesFale com o autor