Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
110 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56706 )
Cartas ( 21128)
Contos (12515)
Cordel (9863)
Crônicas (21885)
Discursos (3121)
Ensaios - (9999)
Erótico (13200)
Frases (41685)
Humor (17749)
Infantil (3605)
Infanto Juvenil (2334)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137071)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4518)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Mosteiro Bidionico.. Panelada Bidiônica, proferida por Majo -- 02/10/2018 - 09:05 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Lá em casa tem mais de uma panela mas a tampa é Universal. Enfim, uma tampa por vez ao fogo resolve o vapor da panelada... Daí é um par de sapato pois aprendi a ver dois pés.
Moro onde Moro não Mora, e por isso mesmo as férias e o 13° são sagrados, como são o feijão e o arroz a cada panelada. No período de natal na praça pública, tem um teatro Romano, uma lapinha e um pintinho colado na tábua piando e sentido dores horríveis para alegria dos homens de fé. Então, fé deu a cada tempo no templo Brasil de 500 ânus de espoliação a Deus dará.
A cada festa, ela a madame Carmosina se penteia no espelho dela para o natal de pó na cara e sorriso na fina flor da falsidade do "querida". No natal desejado e citando o Cristo (que fora crucificado pelo governo no regime Imperialistas dos soldados Romanos), deseja a Paz dos Senhor ou do Sem ovo aos que, pela falta de políticas sociais públicas, vivem sem ter nem a panela para comemorar a celebração cristã. Cristo, fica a observar a encenação natalina das suntuosas ceias onde os desejos privados sobrepõem a tudo. As tampas caem ao chão, fazem barulho, mas somente uma tampa se coloca por vez. Às que ficam sem combinar com o formato da panela, resta tão somente ficar à semelhança do Cristo (observar e calar a voz da emoção, pois o sentir é próprio a cada tampa). Tenho almoçado pela manhã, mas não sei como será o dia gente seguinte. Não sou convencional.Apenas observo mas minha tendência segue o trajeto do surrealismo meu no espelho Ser.
Afinal, trata-se de um cinema com entrada franqueada para loucos que comportem um labirinto de 44 bilhões de neurônios. Já tem um psicólogo zarolho com a filosofia Bidiônica que a desorganização é a organização e tem dado certo. (Risos)
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui