Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
66 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54787 )
Cartas ( 21052)
Contos (12085)
Cordel (9481)
Crônicas (21043)
Discursos (3104)
Ensaios - (9893)
Erótico (13117)
Frases (39763)
Humor (17540)
Infantil (3558)
Infanto Juvenil (2307)
Letras de Música (5410)
Peça de Teatro (1309)
Poesias (135497)
Redação (2869)
Roteiro de Filme ou Novela (1034)
Teses / Monologos (2371)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4164)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Discursos-->Lançamento do Livro NAS ÁGUAS .. -- 16/11/2004 - 16:18 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Lançamento do livro NAS ÁGUAS DA POESIA
De autoria de José de Sousa Dantas e Daudeth Bandeira

Data: 15/11/2004 (2ª-feira); Local: Espaço Cultural; Hora: 18:00 h

Inicialmente, parabenizamos o Governo do Estado, através dos dirigentes da FUNESC, Sr. Temístocles Cabral e Glauce Cunha Lima, pela realização do X FENART, valorizando, apoiando e divulgando os diversos talentos, dando um banho de cultura; agradecemos ao jornalista William Costa e equipe, por este espaço concedido e pela condução dos trabalhos de literatura; agradecemos também ao Presidente da CAGEPA, Dr. Manoel de Deus Alves e respectivos Diretores, pelo apoio financeiro para edição do livro, Engº Vicente Espineli, pela sugestão do título do livro; Cel. João Ferreira, pelos artigos que abrilhantam o trabalho, o poeta, repentista, Daudeth Bandeira, parceiro do livro, Prof. José Virgolino, pela correção ortográfica além de poesias no livro, analista Audálio pela melhoria da CAPA, poeta repentista João Paulino - presidente da UPERB, mulheres cantadoras, Minervina e Soledade, poetas, Jatobá, Luiz Fernandes e Medeiros Braga, poetas repentistas, Severino Feitosa, Os Nonatos, Severino Paulo, poetisas, Socorro Xavier e Elizete Cassiano, escritor Irani Medeiros, Profª Ignês Ayala, Profº. Marcos Ayala, jornalistas, Hélio Zenaide, Linaldo Guedes e Manuel Augusto, amantes da cultura, convidados, representantes dos diversos órgãos do Estado, amigos, meus colegas de trabalho, meus colegas do NPOR-74, minha esposa, minhas filhas e familiares; Senhores e Senhoras.
O Livro “NAS ÁGUAS DA POESIA” contém 372 páginas, 2.100 estrofes, distintas e edificantes, sobre 300 temas, referentes a ÁGUA, origem, FONTE DE VIDA, salvação, lições, ação, canção, ditados, mitos, rios, cidades, etc, além de variados assuntos em versos: NATUREZA, terra, sol, sertão, seca, inverno, vida, homem, DEUS, Jesus, paz, felicidade, saudade, amor, sonho, força, esperança, virtude, sentimento, destino, trabalho, passado, presente, futuro, lições, literatura, POESIA, arte, poeta, mãe, mulher, internet, futebol, BRASIL, carro de boi e outros.

DISCURSO EM VERSOS

Um LIVRO é resultado
de um desenvolvimento
dos assuntos escolhidos,
com critério e com talento,
pelo homem que procura
expressar seu sentimento.

Na construção de um LIVRO
o AUTOR tem influência
da época, das circunstâncias,
do talento, da vivência,
do instante e emoção,
do estilo, intuição,
da base e da diligência,......

Eu aprendi nessa vida,
que o ser humano é capaz
de pelejar e vencer,
alcançar os ideais,
seguindo os pensares seus,
havendo ajuda de DEUS,
querendo, tudo ele faz.

Um VERSO GRANDE e bem feito
é difícil conceber,
mas com talento e capricho,
INSPIRAÇÃO e querer -
o PAI Eterno ajudando,
qualquer um pode fazer.

É mais que uma terapia
a construção de um poema,
agrupando as expressões
adequadas para o tema,
nascendo um novo trabalho
de INSPIRAÇÃO suprema.

A INSPIRAÇÃO é fonte
in natura do POETA,
que pensa, busca, maquina,
idealiza e projeta,
se esmera e desenvolve,
traz no palco e interpreta.

São fontes de INSPIRAÇÃO:
recital, livro, passeio,
natureza, terra, chuva,....
música, dança, recreio,.....
em todos esses sistemas
há POESIA no meio.

A vontade de escrever
em verso me fez buscar
as fontes de INSPIRAÇÃO,
para poder revelar
os assuntos escolhidos
de forma peculiar.

São assuntos variados:
terra, sol, ÁGUA, sertão,
vida, paz, felicidade,
homem, DEUS e perfeição,
virtude, esperança e sonho,
saudade, força e paixão,......

Em cada assunto apliquei
a arte de cordelista,
me INSPIRANDO e transcrevendo
o melhor ponto de vista,
na variação dos temas,
constituindo os poemas
da minha grande conquista.

Tem poemas em sextilha,
em galope a beira mar,
em martelo e outros gêneros
da cultura popular,
além de quadras, sonetos,
formando um LIVRO exemplar.

E o LIVRO está recheado
de frases METRIFICADAS,
formando estrofes cantantes,
com RIMAS encadeadas,
resultando em POESIAS,
distintas e apropriadas.

Reunimos as melhores
estrofes desenvolvidas,
duas mil e cento e uma
estão no LIVRO contidas,
em trezentas e setenta
páginas bem reconhecidas.

E assim o LIVRO foi feito
com coragem e com amor,
juntamente com DAUDETH,
no nível superior
e outros participantes,
numa suma de valor.

Nesse LIVRO há de se ver
um grande trabalho feito,
constituindo um acervo,
original e perfeito,
pra deixar nosso leitor
totalmente satisfeito.

O TEMA está sugestivo
e o conteúdo excelente,
com a CAPA retratando
a NATUREZA imponente,
constituindo um trabalho
edificante e decente.

Quem é que não quer beber
NAS ÁGUAS DA POESIA,
uma fonte cristalina,
cheia de tanta magia
e purificar a alma
de luz e sabedoria !?

Da ÁGUA doce e POÉTICA,
quem beber se delicia,
pois nesta se abebere,
para nos dizer um dia:
bebi na fonte mais pura
DAS ÁGUAS DA POESIA.

Eu sinto neste momento
emoção e alegria,
por ter feito este trabalho,
graças a DEUS veio o dia,
que podemos beber juntos
NA FONTE DA POESIA.

E Agradeço:

A DEUS, pela existência,
meus PAIS, pela educação,
à FAMÍLIA, pela força,
DAUDETH, pela lição,
à CAGEPA, pelo apoio
e a VOCÊS, pela atenção.

Agradecemos o apoio recebido dos meios de comunicação, rádio, televisão, jornais, pelas matérias divulgadas referentes ao livro.
Agradecemos à ABRALI - Academia Brasileira de Literatura, pelo destaque e divulgação do nosso livro na primeira página do seu magnífico Portal.
Finalmente, agradecemos às diversas pessoas e amigos que nos enviaram mensagens, que muito nos sensibilizam: Deputado Estadual Zenóbio Toscano, Presidente da EMATER/PB Nivaldo Magalhães, Presidenta da Academia de Letras de Pombal, Cessa Lacerda, poeta e escritor Everaldo DANTAS, os poetas, Rubenio Marcelo, Jorge Sales, Mario Guimarães, Domingos Medeiros, Lucas Tenório, Poetisas, Ivone da Conceição, Cleide Yamamoto, Maísa Cristina (Pupila), Milene Arder, Malubarni.

MUITO OBRIGADO !

José de Sousa Dantas


Em seguida, Daudeth Bandeira fez um show cantando CONVERSANDO COM AS ÁGUAS e outras canções, além de declamar vários poemas.

Jornal O NORTE
Domingo, 14 de Novembro de 2004, João Pessoa - PB

Poeta e cantador apresentam “Nas Águas da Poesia” em JP

Quando um poeta e um cantador-repentista decidem realizar um projeto, o resultado vem em forma de boa prosa e versos certeiros. A concretização de um desses encontros poderá ser conferida nesta segunda-feira, dia 15, às 18 horas, durante o lançamento do livro "Nas Águas da Poesia", de José de Sousa Dantas e Daudeth Bandeira.

O evento acontece dentro da programação do X FENART, no Espaço Cultural José Lins do Rego.

Nas quase 400 páginas da obra, os autores transformam 300 temas diferentes, divididos em 2.100 estrofes, que bem poderiam ser cantados em repentes ou recitados em saraus poéticos. Contando com apoio cultural da Cagepa, "Nas Águas da Poesia" dá destaque, evidentemente, à temática da água como fonte de vida. Dantas e Daudeth também tratam de temas como mitos, cidades, ditados, lições, salvação, saudade, amor, canções, futebol e até internet.

"É exatamente nas ÁGUAS da poética popular que os dois vates paraibanos executam um velejar decantando paisagens, cenários, amores, desencontros, busca da paz e da felicidade sobre a Terra, falando, também, de água, esse líquido precioso de que o homem tanto precisa para viver e sobreviver e que, nos dias atuais e até para as perspectivas futuras, já é motivo de preocupação pelo seu tratamento, conservação e pela sua perigosa perecividade", declarou José Virgolino de Alencar.



Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 82Exibido 3144 vezesFale com o autor