Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
42 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56735 )
Cartas ( 21160)
Contos (12583)
Cordel (10005)
Crônicas (22135)
Discursos (3131)
Ensaios - (8937)
Erótico (13379)
Frases (43213)
Humor (18338)
Infantil (3739)
Infanto Juvenil (2600)
Letras de Música (5463)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137959)
Redação (2915)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2387)
Textos Jurídicos (1922)
Textos Religiosos/Sermões (4728)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->A vírgula dinâmica no amor gente -- 12/08/2019 - 06:12 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
A Vírgula Dinâmica no Amor Gente.

Calça azul marinho, blusa branca gola mamãe, sapato preto a caminho do Oliveira e Silva. Galpão com várias colunas onde todos juntos formando filas de acordo com suas séries, a cantar o hino e subir para sala de aula. A banca com seus cortes, talhada no tempo para acomodar materiais escolares. De repente, o ringir da porta pública, lá aos meus olhos, quem vem meu Deus!? Lalá, no estilo Lalá, vestido branco com rosas abaixo, magrinha e estilosa,voz mansa, e olhar menina mas era simples pra mim, meu amor. Pois é, apaixonado pela professora que na dinâmica seus ensinamentos formavam historinhas suaves e lá ficara gravada na caixalota, então! Desmistificou o monstro da língua portuguesa e na gramática o amor professora, tornara um aprendiz com sede de saber. Na ordem do dia validamos a importância da vírgula. Citou uma execução no tempo do império, onde a ordem do rei para executar um malfeitor para o rei, no entender rei de uma rainha Lalá. És o comunicado: perdoar não, enfoque o copeiro! No caminho ao presídio, Lalá no amor Lalá retocou a frase. “Perdoar, não enfoque o copeiro! “ Essa linguagem líquida e amável, reinara silêncio na aula, aguçando o desejo de um final feliz para o copeiro. Lá, numa escola pública o encanto do meu amor Lalá, ensinando com voz e carinho, menina, mulher e mestra no dom e tom de ensinar. Hoje, amanheci observando o poder da vírgula, ela acendeu em mim a responsabilidade de atentar para as frases. Sutilmente na mente, Lalá me ensina a gramática, basta só ouvir seus pronunciamentos e aprendo. Amo a gramática do amor na Alvoradinha, educada e respeitável Lalá, vírgula. Lalá meu meu amor! Rsrsrs. Uma vez ela perguntou porquê risos, óia a semana voltando mas era Lalá, é Amor! E ela reconhece em mim, um amor cúmplice, livre, carinhoso no amor que só o amor verdadeiro sabe respeitar os espaços do ser. Lalá, ama e respeita na essência desse amor verdadeiro, o menino e se alimenta desse amor pra forças caminhar nesse cotidiano mundo gente. Eita vida! Lalá, sempre lá a admirar, ao longe, seu amor.

Marcos Alexandre Martins Palmeira
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui